Em um ano, polícia apreende 15 armas e R$ 700 mil na Cracolândia

Segundo Secretaria de Segurança Pública de SP, foram apreendidas 76 facas, oito simulacros, 503 munições, 336 balanças e 3.624,2 quilos de drogas


0
Foto: Divulgação

As ações realizadas pelas polícias na região da Cracolândia de São Paulo, entre novembro do ano passado e dezembro deste ano, resultaram na prisão de 1.276 pessoas e na apreensão 3.624,2 quilos de drogas. Os dados, divulgados pela Secretaria de Segurança Pública do Estado, também apontam a apreensão de 15 armas de fogo, 76 facas, oito simulacros, 503 munições, 336 balanças e mais de R$ 700 mil em dinheiro.

Segundo a pasta, o policiamento ostensivo e preventivo foi reforçado na região da Nova Luz para combater ações criminosas. “As polícias paulistas atuam na região de forma constante e permanente, com o emprego de bases comunitárias móveis, equipes de radiopatrulhamento de duas e quatro rodas, Cavalaria, Baep, equipes de Força Tática e ROCAM, além do uso de drones para mapear a área e traçar novas ações”, disse o órgão.

De acordo com a a Secretaria Municipal de Segurança Urbana, os usuários, que costumeiramente ficam na Alameda Cleveland, haviam sido deslocados para a rua Dino Bueno. Segundo a administração municipal, o deslocamento ocorreu em função do aumento do tráfego de caminhões para retirar material de demolição no local.

Ainda segundo a pasta, a ação foi informada e combinada previamente na manhã da terça-feira (8) e à tarde, a GCM iniciou a operação. Um grupo de pessoas, no entanto, teria agredido GCMs com pedras, paus e outros objetos. A tentativa de conter a ação gerou tumulto e tensão.

Arrastão

Usuários de drogas fizeram um arrastão na Cracolândia, no centro da capital, após operação de limpeza, por volta das 13h da terça-feira (8). Diversos carros foram depredados e motoristas saqueados.

Imagens, gravadas por um morador, registraram cinco pessoas assaltando um carro vermelho em movimento na Rua Helvetia. O grupo se aproxima, abre as portas do motorista e passageiro e retira o motorista, de camiseta de cor clara, a força do veículo.

Outros carros foram atacados pela região. Em uma outra rua próxima, o alvo foi um taxista. Alguns usuários de drogas quebraram o para-brisa do carro com uma cadeira plástica e o motorista teve os pertences roubados. Em outro endereço, na mesma região, o grupo atacou uma caminhonete branca. Já pela Rua Helvetia, próxima a Praça Princesa Isabel, os usuários de drogas jogaram pedras e garrafas em um carro preto que estava preso no congestionamento.

Segundo a Polícia Militar, equipes da prefeitura foram realizar a limpeza usual da região, com o apoio da Guarda Civil Metropolitana, quando alguns usuários de drogas se revoltaram.

Também de acordo com a PM, a corporação foi acionada para prestar apoio à GCM no local. Algumas vias foram fechadas para que os usuários não avançassem em bairros no sentido centro, assim como vários comércios, em que os proprietários com medo, fecharam as portas.

Fonte: R7

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui