Em um cálculo atual, tarifa de ônibus em Lajeado passaria dos R$ 7,50, diz empresa

No entanto, valor de R$ 4,50 deve ser mantido pelos próximos seis meses com prorrogação do subsidio da prefeitura


0
Valor da passagem deve permanecer em R$ 4,50 pelos próximos seis meses (Foto: Caroline Silva)

Os usuários do transporte urbano de Lajeado podem respirar aliviado, pelo menos pelos próximos seis meses. Isso por que o Poder Executivo enviou para a Câmara de Vereadores um projeto de lei que pede a prorrogação do subsidio de R$ 0,50 na tarifa do ônibus por mais seis meses.

O auxilio foi aprovado em 28 de maio pelo Legislativo e agora retorna para apreciação dos vereadores. O valor estipulado pela empresa Expresso Azul, há quase seis meses atrás era de R$ 5. Contudo, o diretor, Pedro Guarnieri, disse que com os valores atuais de manutenção dos veículos e aumento do combustível, a tarifa poderia chegar aos R$ 7,80.

Conforme Guarnieri, desde setembro o número de viagens feitas pelo coletivo urbano vem aumentando gradativamente, mas ainda esta abaixo do número previsto no edital. “Com o inicio das aulas passa a circular mais passageiros, tanto alunos como professores. Esperamos que a situação se normalize entre seis e oito meses”, declara.

“O objetivo é que a empresa consiga caminhar com suas próprias pernas’’

Em entrevista à Rádio Independente, o prefeito Marcelo Caumo disse que o município tem condições de manter o subsidio, mas espera que a empresa se restabeleça. “O objetivo é que a empresa consiga caminhar com suas próprias pernas. Precisamos ver o que acontece, porque algumas modificações estaduais interferem muito no município. A gente esta em contato com o Daer para essas correções e com isso estimular o transporte coletivo”, comenta.

Caumo fala que caso o valor passasse dos R$ 7,50 reduziria muito o número de passageiros. “Aumentar muito o valor da passagem diminui consideravelmente o número de usuários, então vale a pena fazer essa análise e tentar buscar o acerto do valor, que consiga remunerar a empresa e que torne o transporte atrativo e por isso o município faz esse esforço”, explica.

Texto: Caroline Silva
jornalismo@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui