Empresas do ramo de eventos podem ficar sem faturamento por seis meses, diz empresário

Para Marcelo Sommer, é preciso criar situações de amparo neste momento para o setor.


0

Marcelo Sommer, empresário do ramo de eventos e integrante da Associação Brasileira de Empresas de Eventos, detalhou a realidade que os organizadores vivem com o cancelamento de eventos em função da pandemia do novo coronavírus.


ouça a entrevista

 


 

Foto: Nícolas Horn / Arquivo

Sommer diz que os eventos começaram a ser cancelados ou fechados desde março.  Conforme ele, os organizadores convivem com receita zero desde março e a projeção não é de melhora até, pelo menos, julho.

O empresário relata que, em conversas com os idealizadores, ninguém quer assinar os contratos mesmo a partir de agosto, em função da incerteza pela Covid-19.

Para ele, é preciso criar situações de amparo neste momento para o setor, porque as hipóteses de auxílio ofertadas pelo governo federal não enquadra a área de eventos. De acordo com Sommer, 90% dos profissionais da área são autônomos ou freelancer. “Para as empresas de eventos não representa nada, porque vai ser, no mínimo, seis meses sem faturamento”, afirma.


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui