Encantado apresenta programa de desenvolvimento econômico

Proposta da implementação surgiu após a união de empresários locais


0
Coletiva de imprensa aconteceu no Auditório Brasil, junto à Prefeitura Municipal (Foto: Artur Dullius)

A Administração Pública, a Associação Comercial e Industrial de Encantado e o Comitê do Futuro apresentaram, na manhã desta terça-feira (26), o Programa de Desenvolvimento Econômico Local – Prodel de Encantado. A coletiva de imprensa aconteceu no Auditório Brasil, junto à Prefeitura Municipal.

O programa é desenvolvido pela Federasul (Federação de Entidades Empresariais do Rio Grande Sul) e reúne parceiros públicos, setor empresarial e não governamentais para trabalharem coletivamente e voluntariamente em prol do desenvolvimento sustentável. A proposta é construir um modelo de gestão e planejamento de longo prazo, visando ampliar a capacidade econômica do município, a geração de emprego e a qualidade de vida.

De acordo com o prefeito, Jonas Calvi, uma série de iniciativas serão realizadas para pensar o município nos próximos 40 anos. A proposta de implementação do Prodel surgiu após a união de empresários locais que buscavam auxílio em razão das dificuldades enfrentadas com a pandemia.

“É um projeto que já está na sua quarta etapa. Já foram feitos levantamentos na nossa comunidade e agora estamos partindo para a execução. Ontem nós conversamos com a Câmara de Vereadores, agora pela amanhã apresentamos para a imprensa e hoje a noite iremos constituir o conselho”, explica

O convênio com a Federasul ocorreu há cerca de três meses e, desde então, já foram realizadas 91 entrevistas com lideranças de diversos setores do município. Com base nas análises, as equipes montaram um mapeamento das percepções da população encantadense. Inicialmente serão trabalhados nos eixos de educação empreendedora, ambiente empresarial, inovação e turismo.

“Serão realizadas várias ações, mas o objetivo principal é que nós possamos juntos construir um desenvolvimento sustentável para o nosso município. Toda essa repercussão que está acontecendo em razão do Cristo Protetor nos da uma grande responsabilidade para definirmos o que nós queremos de Encantado daqui 5, 10 ou 20 anos. Precisamos prever um crescimento ordenado do município”, projeta.

O programa será administrado por um Conselho de Desenvolvimento, formado por 15 entidades de Encantado. O grupo toma posse na noite desta terça. Dentro de cada eixo de atuação será formada uma câmara técnica com pessoas voluntárias que possuem expertise nestas áreas. A ideia é reunir cerca de 150 voluntários para discutirem as propostas de desenvolvimento.

Conforme o prefeito, a implementação do Prodel surge em um momento que a cidade passa por uma grande transformação devido a construção do Cristo Protetor. “Eu costumo dizer que existe Encantado antes do Cristo e depois do Cristo e é esta mesma percepção que nós temos. A nossa sociedade está percebendo que nos precisamos modificar para acompanhar todo esse desenvolvimento que está surgindo não apenas aqui, mas no nosso Vale do Taquari todo”, conclui.

Texto: Artur Dullius
reporter@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui