“Encantado está no radar do Brasil e do mundo, e o entorno se beneficia”, afirma novo secretário do Turismo

Charles Rossner pontua a necessidade de apostar nos pilares de qualificação para o desenvolvimento estratégico e sustentável, bem como criar incentivos para os empreendedores


1
Empresário Charles Rossner é o novo secretário de turismo de Encantado (Foto: Tiago Silva)

O empresário Charles Rossner assumiu a nova Secretaria de Turismo e Desenvolvimento de Encantado na segunda-feira (23). Em entrevista ao Panorama desta quinta-feira (25), ele classificou a nova função como desafiadora e afirmou que “Encantado está no olho do furacão” do turismo em função do monumento do Cristo Protetor, notícia nacional e internacional. “Encantado hoje está no radar do Brasil, no radar do mundo, e o entorno acaba se beneficiando”, observa.

Na sua visão, com o despertar do turismo regional, proporcionado tanto pelo Cristo como pelo Trem dos Vales, surgem inúmeras demandas, desafios e oportunidades de negócios. Conforme ele, esse novo cenário está mudando a realidade da cidade e da região, e cabe ao poder público apoiar e preparar o município em termos de mobilidade urbana, acessibilidade e atrativos.

Rossner ressalta que buscará desenvolver o turismo em Encantado de forma consciente e sustentável “para colocar o município como protagonista do desenvolvimento, integrado com a região”. Segundo o empresário, turismo é um processo de aprendizagem.

Ele lembra que o frenesi criado pelo Cristo Protetor de Encantado foi uma notícia positiva em meio à pandemia. Agora é momento de preparar projetos sustentáveis econômica, social e ambientalmente, em uma construção com a comunidade, empresários e entidades regionais.

Rossner ressalta o papel do desenvolvimento de empreendimentos com viés turístico para receber os visitantes. “Turismo é construção, é mudança cultural, adaptação, mudança de conceito”, entende. “São vários paradigmas que precisam ser quebrados. Isso é uma construção que não se faz da noite para o dia”, destaca.

O novo secretário pontua que é desafio do poder público apostar nos pilares de qualificação para o desenvolvimento estratégico. Conforme ele, o turismo tem grande potencial de gerar emprego e renda. Para isso, o empresário lembra da necessidade de criar dispositivos na lei para simplificar o ambiente para os empreendedores atuarem no setor.

“A gente tem que ser parceiro do empreendedor, estar ao lado do empreendedor, e não ser apenas um fiscalizador ou que coloca dificuldades no caminho”, afirma.

Texto: Tiago Silva
web@independente.com.br

1 comentário

  1. Sim, já tá na hora de ter um aeroporto de grande porte em encantado, ontem ouvi o pessoal comentando aqui no Rio que vão levar o corcovado e o pão de açúcar pra encantado, já estão até providenciando a parte burocrática.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui