Ensino privado em Lajeado: Ceat voltará com aulas presenciais em todos os níveis nesta quinta-feira

Os colégios João Batista de Melo (Melinho) e Madre Bárbara, voltam com alunos até o 5º ano. Já o Gustavo Adolfo e o Sinodal Conventos devem definir na tarde desta quarta-feira (28)


0
Ceat está pronto para receber cerca de 800 estudantes ao longo de toda a quinta-feira (Foto: Gabriela Hautrive)

Seguindo todos os protocolos em decorrência da pandemia, as cinco escolas particulares de Lajeado estão preparadas para receber seus alunos a partir desta quinta-feira (29). O Colégio Evangélico Alberto Torres (Ceat) é o único privado, até o momento, a confirmar que vai retornar com todos os níveis de ensino. Os demais, Colégio Cenetista João Batista de Melo (Melinho), Madre Bárbara, Gustavo Adolfo e o Sinodal Conventos, voltam primeiro com os estudantes nas séries iniciais, até o 5º ano, e na próxima segunda-feira (3) recebem os demais níveis, a partir do 6º ano do Ensino Fundamental e todos do Ensino Médio.

Diretor do Ceat, Rodrigo Ulrich (Foto: Gabriela Hautrive)

Todas as escolas terão a presença dos alunos divididos por turnos e dias diferentes para não lotar as salas de aulas em capacidade máxima. Além disso, cumprirão com protocolos de distanciamento nos pátios, uso de álcool em gel, máscara e ações informativas para orientação dos alunos quanto aos cuidados por conta da Covid-19. No Ceat, conforme o diretor Rodrigo Ulrich, a retomada em todos os níveis de ensino acontece pelo fato da escola já estar a bastante tempo preparada para receber seus alunos de forma presencial e segura. “Construímos um portfólio de como é possível trabalhar com educação em tempos de pandemia. Houve um planejamento que foi colocado em prática e funcionou. Nós não somos vacina, não somos imunes ao vírus, mas é possível trabalhar, é possível estar em aula”, pondera.

Sinalizações no pátio da escola servirão para orientar os alunos (Fotos: Gabriela Hautrive)

Ulrich explica que 95% dos alunos sinalizaram que vão voltar de forma presencial, porém nesta quinta-feira (29) serão cerca de 75%. A escola conta com um total de 1.200 estudantes em Lajeado e outros 310 na sede de Roca Sales, na região alta do Vale do Taquari. No primeiro momento, voltam 800 alunos em Lajeado, divididos ao longo de todo o dia, e outros 200 em Roca Sales.

 

Diretor do Colégio Cenetista João Batista de Melo (Melinho), Vanderlei Miguel Kraemer (Foto: Julio César Lenhard )

No Colégio Cenetista João Batista de Melo (Melinho), o diretor Vanderlei Miguel Kraemer, relata que diante de tantas mudanças jurídicas envolvendo a retomada presencial das aulas, a direção resolveu agir com cautela e receber primeiro os alunos até o 5º ano do Ensino Fundamental, e a partir da próxima sexta-feira (30) confirmar a volta dos demais estudantes, com todos seguindo regras impostas em decretos. “Na entrada será feita averiguação da temperatura, higienização das mãos e calçados, e não será permitida a entrada dos pais, que poderão trazer os filhos somente até o portão”.

Diretora Maria Elena Jacques do Colégio Madre Bárbara (Foto: Gabriela Hautrive / Arquivo Rádio Independente)

O mesmo formato será adotado no Colégio Madre Bárbara, segundo a diretora, Maria Elena Jacques. “Primeiro com as turmas da Educação Infantil, todos os níveis e dos primeiros aos quintos anos do Ensino Fundamental e o turno extracurricular. A partir de segunda feira, 6º ano do Ensino Fundamental ao Ensino Médio”, relata. O Colégio Gustavo Adolfo, conforme o diretor Edson Wiethölter, também vai voltar com alunos até o 5º ano, mesma medida adotada pelo Sinodal Conventos. Ambos confirmaram a informação na tarde desta quarta-feira (28). Já quanto às escolas infantis particulares, houve quem decidiu retornar nesta quarta-feira (28), como as das creches Arco-Íris, Garatuja e Caracolá.

Novo decreto do Estado

O novo decreto estadual publicado no fim da noite desta terça-feira (27), permite retorno das aulas presenciais nesta quarta-feira (28), em todo o Rio Grande do Sul, para todos os níveis, diferentemente do que ocorreu na segunda-feira (26), quando retornaram apenas a Educação Infantil e 1º e 2º anos do Ensino Fundamental. O governador Eduardo Leite também anunciou mudanças no modelo de Distanciamento Controlado. A medida se tornou necessária, segundo Leite, para que o sistema pioneiro de enfrentamento à pandemia se ajuste à atual realidade e permita a retomada das aulas presenciais no Rio Grande do Sul.

Com as mudanças no modelo de Distanciamento Controlado, todo o Estado fica classificado em bandeira vermelha a partir da publicação do decreto, que entrou em vigor a partir da 0h desta quarta (28). Há nove semanas o Rio Grande do Sul obedecia às regras da bandeira preta. Para evitar que os municípios adotem protocolos compatíveis à bandeira laranja, uma vez que os indicadores ainda apontam risco alto (vermelha), o sistema de cogestão será suspenso pelo menos até o dia 10 de maio, para que as regras fiquem limitadas ao que hoje já está sendo adotado pela cogestão na bandeira preta (limite de vermelha).

Texto: Gabriela Hautrive
reportagem@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui