Entidades ligadas ao comércio lançarão manifesto contra suspensão de atividades

Presidente do Sindilojas relatou dificuldade em segurar empresários que querem abrir lojas mesmo com proibição do Estado.


2
Entrevista no Programa Encontro Maior com Renato Worm (Foto: Arquivo / Rádio do Vale)

As restrições no atendimento do comércio durante a bandeira preta causam revolta nos empresários do setor no Vale do Taquari. Lojas das áreas de calçados, confecções, bazar e eletrodomésticos estão impedidas de fazer a comercialização dos produtos desde o início da semana. O anúncio do Governador Eduardo Leite nesta quinta-feira (04) da manutenção da bandeira preta para a próxima semana no Estado vai agravar ainda mais a situação.


ouça a entrevista

 


 

O presidente do Sindilojas Vale do Taquari, Francisco Weimer dos Santos, o Kiko Weimer, concedeu entrevista ao Programa Encontro Maior da Rádio do Vale e informou que, em conjunto com a Associação Comercial e Industrial de Lajeado, a ACIL, e a Câmara de Diretores Lojistas, a CDL, lançarão um manifesto contra as restrições. No sábado (06), também devem ser definidas ações para a próxima semana.

Kiko Weimer ainda revelou que está difícil segurar os associados que querem abrir as lojas mesmo com a proibição do Estado.

Um dos pleitos dos empresários é o atendimento na porta dos estabelecimentos, inclusive com a possibilidade de cobrança do crediário. GL

 

2 Comentários

  1. Esse governador aí está fora da casinha, vários comércios aberto, mecânica, lojas de celular, imobiliárias, loja de material de construção, casa do real, temos a constituição pra que, todo trabalho é essencial, todos precisam comer, negócio é se cuidar e trabalhar, todos são iguais, todos precisam sobreviver.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui