Envio de mercadorias na rodoviária de Lajeado cresce 20% durante greve dos Correios

Funcionários da categoria decidiram manter a paralisação neste sábado (22). Entregas por meio dos ônibus registram aumento na demanda.


0
Produtos são entregues no balcão da rodoviária de Lajeado e levados até o município de destino (Foto: Gabriela Hautrive)

Os funcionários dos Correios de todo o país decidiram continuar a greve iniciada na segunda-feira da semana passada, dia 17 de agosto. A decisão foi anunciada neste sábado (22) pela Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Findect). Segundo a entidade, a escolha de seguir com a paralisação foi motivada pela decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de manter a suspensão do acordo coletivo dos trabalhadores dos Correios.


ouça a reportagem

 


 

Devido a essa paralisação, algumas pessoas da região começaram a procurar a Estação Rodoviária de Lajeado para fazer o encaminhamento de mercadorias. Conforme a gerente do estabelecimento, Gabriela Noll Marchese, houve aumento de 20% no envio de produtos através dos ônibus. “A gente nota que o novo pessoal que está vindo procurar pelo serviço está muito feliz com a rapidez que é oferecida”, explica. O sistema funciona através do remetente que leva o produto até o balcão da rodoviária para ser entregue em outro município, como explica a gerente.

Gerente da Estação Rodoviária de Lajeado, Gabriela Noll Marchese (Foto: Gabriela Hautrive)

“A mercadoria sai da rodoviária de Lajeado e vai para rodoviária do destino. Não é entregue diretamente para o cliente, ele precisa ir até o balcão daquela rodoviária, com um documento de identificação, e então retirar seu produto”. Além das cidades do Vale do Taquari, os itens podem ser enviados para outros locais do RS, SC, e PR. “A única coisa que a gente pede sempre, é para consultar se a cidade que a pessoa quer tem rodoviária, se tem, não há problema, pois existem alguns locais que as rodoviárias já fecharam ou então não existem, que é o caso de cidades muito pequenas”, relata a gerente.

Os valores são determinados de acordo com o tamanho e peso da mercadoria, conforme avaliação da tabela do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer-RS). “Uma mercadoria de até 1 kg, em uma distância de até 100 km, paga R$ 16,65, que seria o caso de despachos para Encantado, Arroio do Meio, Santa Cruz do Sul, e várias cidades aqui da região. Para Porto Alegre, por exemplo, entra na faixa dos 200 km, que é R$ 27,20, mas claro, além da quilometragem, tem a questão do peso”, explica Gabriela.

Destinos com envio de mercadorias envolvem os estados do RS, SC e PR (Foto: Gabriela Hautrive)

Retorno de ônibus para litoral catarinense

Uma novidade na Estação Rodoviária de Lajeado é o retorno de linhas de ônibus com destino para o litoral catarinense, que estavam suspensas desde o mês de março por conta da pandemia do novo coronavírus e retornaram na última sexta-feira (21). “Temos uma procura bem grande por parte dos passageiros, tanto passagens, quanto encomendas”, informa a gerente.

Texto: Gabriela Hautrive
producao@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui