Escola Doce Infância, em Conventos, não corre mais risco de interrupção

Creche no Bom Pastor está incerta devido problemas com FNDE.


0
Foto: Kainan Oliveira

Em processo de obras há mais de três anos, a escola Doce Infância, no bairro Conventos, não corre mais perigo de ser interrompida devido falha no envio de dados ao governo federal.

Para ter acesso aos recursos da União, cabia à Prefeitura de Lajeado atualizar as etapas da construção no sistema do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). A obra está orçada em R$ 1,8 milhão, sendo que inicialmente foi depositada a quantia de R$ 375.660,10.


ouça a entrevista


Segundo o engenheiro e coordenador de Projetos Especiais da administração, Isidoro Fornari, a obra estava ainda em processo de licitação em Brasília, enquanto na prática estava com as obras transcorrendo. “Não foi feita a atualização no FNDE para dizer que a etapa da obra já tinha se iniciado. Não se teve a observância dessa necessidade, e isso trancou”, cita. Ele explica que a obra foi andando, porém, à medida que os pagamentos eram feitos, foi dado conta de que nas documentações do FNDE constava como obra em licitação. Fornari esteve em Brasília para resolver o problema junto com o Prefeito Marcelo Caumo e políticos apoiadores.

Placa indica a data prevista para o término da obra, em junho de 2017. (Foto: Natalia Ribeiro)

Na sexta-feira (12), a informação de que a etapa burocrática estava vencida foi repassada oficialmente. “Nossa preocupação era que parassem a obra novamente, uma vez que ela já esteve parada por um certo período, causando desconforto para a comunidade e a administração de Lajeado”, cita.

Fornari destaca que o que faltou foi uma boa troca de informação. “Houve dificuldade de comunicação entre a administração e o FNDE […] A prefeitura fez a licitação e não informou, deu andamento, e no sistema constava que estava em processo de licitação. Isso foi uma falha que criou toda essa dificuldade”

Em 2016, a obra ficou paralisada durante três meses devido informações equivocadas no projeto. Por conta do impasse, a previsão de conclusão saltou de 12 para 15 meses, passando para junho deste ano. Hoje, as obras estão 40% concluídas.


Creche no Bom Pastor

Segundo Fornari, a prefeitura perdeu a possibilidade de conquista desse novo espaço junto ao FNDE. “Estamos buscando também junto a alguns políticos uma pressão política para tentar reverter essa situação e reaver a construção da creche. Estivemos com senadores essa articulação”, cita.

O engenheiro cita ainda a necessidade do espaço devido a grande demanda de pais à espera por vagas em creches. KO/NR

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui