Escolas municipais de Lajeado têm retorno de 1,3 mil alunos nesta quinta-feira

Estavam aptas a retornarem 2.013 crianças, divididas na Educação Infantil na faixa etária de 3 a 5 anos e alunos no Ensino Fundamental, 1º e 2º ano. O retorno representa 64,8% dos estudantes


0
Além de máscaras, alunos utilizam álcool em gel e outros cuidados com higiene (Foto: Gabriela Hautrive)

Mesmo que a máscara esconda o sorriso, foi possível perceber a alegria dos alunos em poder retornar para Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Nova Viena, localizada no Bairro Olarias, em Lajeado, nesta quinta-feira (29). Eles fazem parte dos 1.305 estudantes da rede municipal de ensino que puderam voltar às escolas, representando 64,8% de todos os que estavam aptos ao retorno, que é 2.013. Durante a manhã foram 682 crianças e a tarde 623.

O retorno é válido para alunos de 3 a 5 anos da Educação Infantil atendidos em Escolas Municipais de Ensino Infantil (Emeis); 4 e 5 anos da Educação Infantil atendidos em Emefs e 1º e 2º ano do Ensino Fundamental. Os demais níveis, 3º ao 9º ano do Ensino Fundamental, voltam na segunda-feira (3) em todas as escolas municipais de Lajeado. O total de matrículas na cidade é 3.750, sendo 1.820 alunos em escolas de Educação Infantil e outros 1.930 no Ensino Fundamental.


ouça a reportagem

 


Conforme a diretora da Nova Viena, Elisângela Zanatta, que há 15 anos atua na equipe diretiva, é um motivo de muita felicidade receber alunos e professores novamente na escola para o recomeço do ano letivo. “Conversando com os alunos é interessante ver a segurança e felicidade que eles entram na escola, respeitando todo o plano de contingência e todos os cuidados possíveis, mas com a satisfação de estarem dentro do seu espaço”, destaca. Das 35 crianças aptas a voltarem, 26 foram para escola de manhã, além de 40 funcionários e professores, sendo que ao todo são 470 estudantes.

Diretora Elisângela Zanatta e o vice, Darlei Kraemer (Foto: Gabriela Hautrive)

No tempo em que não foi possível a realização de encontros presenciais, Elisângela conta que foi feita uma organização com as famílias, através de plataformas digitais e aplicativos de mensagem. O retorno não é obrigatório, sendo uma escolha do aluno e seus familiares decidir pelo ensino presencial ou remoto, porém, a diretora reforça que dentro das escolas há uma série de protocolos que garantem a segurança de todos. “Que os pais se sintam seguros de mandar os alunos, pois eles precisam deste contato. Percebemos no olhar e na felicidade das crianças o quanto representa voltar para escola”, pondera.

Na terça-feira, antes da retomada, foi feita uma reunião com todos diretores das escolas municipais e secretaria de educação, o que se chegou a definição de dividir os alunos em grupos e voltar primeiro com os menores, 3 a 5 anos da Educação Infantil e 1º e 2º ano do Ensino Fundamental, como explica a secretária da pasta, Vera Lucia Plein. “Tanto nas Emeis como nas Emefs, as crianças são atendidas ou no turno da manhã ou no da tarde”. No que se refere ao retorno de turmas do berçário e alunos de 1 a 3 anos nas Emeis, ainda não há uma previsão.

Conforme a prefeitura, serão feitas novas readequações para que se torne possível ampliar o atendimento aos poucos. Quando aos cuidados com higiene pessoal e distanciamento, segundo a assessoria de imprensa do município, todos os profissionais de educação do município irão receber máscaras do tipo PFF2 ou N95, padrão utilizado pelos profissionais da saúde, sendo mais um equipamento para prevenir eventuais contaminações.

Na sala dos professores também há distanciamento entre as profissionais (Foto: Gabriela Hautrive)

Escolas particulares de Lajeado

Os alunos dos cinco colégios particulares de Lajeado também retornaram nesta quinta-feira (29), sendo que apenas o Colégio Evangélico Alberto Torres (Ceat) voltou em todos os níveis de ensino. Os outros quatro, Colégio Cenetista João Batista de Melo (Melinho), Madre Bárbara, Gustavo Adolfo e o Sinodal Conventos, retornam primeiro com os estudantes nas séries iniciais, até o 5º ano, e na próxima segunda-feira (3) recebem os demais níveis, a partir do 6º ano do Ensino Fundamental e todos do Ensino Médio. Todas as escolas terão a presença dos alunos divididos por turnos e dias diferentes para não lotar as salas de aulas em capacidade máxima.

Nas salas de aulas, há distanciamento de 1,5m entre as crianças (Foto: Gabriela Hautrive)

Escolas Estaduais

A Secretaria da Educação do Rio Grande do Sul (Seduc) divulgou, nesta quinta-feira (29), o calendário para a volta às aulas presenciais na rede estadual. Para evitar aglomerações, o retorno será gradual e escalonado. As aulas vão ser retomadas a partir de segunda-feira (3) pela educação infantil e 1º e 2º anos do ensino fundamental. Na quarta (5), será a vez das turmas de 3º, 4º e 5º anos do ensino fundamental. Na sexta (7), voltam os finais do ensino fundamental (6º ao 9º ano).

Na outra semana, a partir do dia 10 de maio, turmas do ensino médio, técnico e curso normal retornam às aulas presenciais. As aulas serão no modelo híbrido: estudantes terão aulas presenciais nas escolas e também realizarão atividades remotamente. A carga horária diária para o ensino fundamental deverá ser composta por três horas presenciais e uma hora remota. No ensino médio, a carga horária diária deverá ser de três horas presenciais e duas horas remotas. Fonte: G1

Brincadeiras no pátio também respeitam um aluno por vez (Foto: Gabriela Hautrive)

Decreto que permite a retomada

O novo decreto estadual publicado no fim da noite de terça-feira (27), permite retorno das aulas presenciais no Rio Grande do Sul, para todos os níveis de ensino. O governador Eduardo Leite também anunciou mudanças no modelo de Distanciamento Controlado. A medida se tornou necessária, segundo Leite, para que o sistema pioneiro de enfrentamento à pandemia se ajuste à atual realidade e permita a retomada das aulas presenciais no Rio Grande do Sul.Com as mudanças no modelo de Distanciamento Controlado, todo o Estado fica classificado em bandeira vermelha a partir da publicação do decreto, que entrou em vigor às 0h desta quarta (28).

Texto: Gabriela Hautrive
reportagem@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui