Especialistas da OMS privilegiam pista do hospedeiro “intermediário” do vírus

Hipótese de um vazamento de laboratório, proposta pelo governo do ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump, é "altamente improvável", declarou Ben Embarek.


0

Os especialistas da OMS que visitaram Wuhan consideraram nesta terça-feira a pista da transmissão do coronavírus por um animal intermediário como “a mais provável”, ao final de sua missão na cidade chinesa que registrou os primeiros casos da doença. Mais de um ano após a descoberta dos primeiros casos de contaminação nesta metrópole de 11 milhões de habitantes, eles puseram de lado a hipótese de fuga de laboratório, sem descartar a de transmissão por produtos congelados, favorecida por Pequim.

A teoria mais provável para explicar a origem da epidemia continua sendo a da contaminação de humanos por um animal “intermediário”, declarou o chefe de missão da Organização Mundial de Saúde (OMS), Peter Ben Embarek, em coletiva de imprensa. No entanto, o animal “ainda não foi identificado”, disse Liang Wannian, chefe da equipe de cientistas chineses.

A hipótese de um vazamento de laboratório, proposta pelo governo do ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump, é “altamente improvável”, declarou Ben Embarek. Washington acusou o Instituto de Virologia de Wuhan, que desenvolve pesquisas sobre patógenos altamente perigosos, de ter deixado o coronavírus escapar, voluntariamente ou não.

Fonte: R7


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui