Espírita afirma que comportamento das pessoas vai determinar duração da pandemia

Livro de Allan Kardec em 1857 indicava desafios que a humanidade teria para promoção do crescimento.


0
Entrevista no Programa Encontro Maior com Renato Worm (Foto: divulgação)

Allan Kardec se notabilizou pela propagação do espiritismo e lançou em 1857 “O Livro dos Espíritos”. Na época, ele relatava que os desafios precisam ser utilizados pela humanidade como forma de superação e crescimento. No contexto da pandemia do novo coronavírus, a doutrina espírita nos remete ao Século XIX e ao “flagelo destruidor” caracterizado pelo educador francês.


ouça a entrevista

 


 

A coordenadora da área doutrinária do Centro Espírita Léon Denis, de Lajeado, Rosângela Justino Soares, concedeu entrevista ao Programa Encontro Maior da Rádio do Vale e relatou que o desafio imposto pela Covid-19 é fundamental para que o homem se torne mais solidário. Ela acredita que os sinais desta mudança já estão visíveis.

Com relação à duração da pandemia, Rosângela Justino Soares afirmou que vai depender do comportamento da humanidade. Ela entende que se houvessem sido respeitos os cuidados o pior teria sido superado. A coordenadora do Centro Espírita salientou que as partes física e emocional são extremamente afetadas pelo contexto atual. GL

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui