Estacionamento no Centro pauta reunião entre Cacis, Brigada Militar, Aespro e Governo de Estrela

Encontro foi realizado na Faculdade La Salle e ainda debateu segurança no Natal


0
Foto: Divulgação

A Câmara de Comércio, Indústria e Serviços (Cacis) esteve reunida com a Associação Estrelense Pró-Segurança Pública (Aespro), Governo de Estrela e o comando do 40º Batalhão da Polícia Militar (BPM) na manhã desta terça-feira, dia 19 de outubro, para debater assuntos relacionados à segurança pública. O estacionamento na área central de Estrela e o reforço da segurança no Natal foram os temas que pautaram o encontro realizado na Faculdade La Salle.

Na oportunidade, a presidente da Cacis, Andreia Zwirtes Kich, o diretor-executivo da entidade, Paulo Finck, e demais integrantes da diretoria, expuseram ao comandante do 40º BPM, major Cássio Conzatti, e ao secretário de Administração e Segurança Pública, César Augusto Pereira da Silva, a necessidade de encontrar soluções para a falta de vagas de estacionamento na área central de Estrela.

A Cacis vem debatendo o tema há algum tempo e, com a proximidade do Natal, a questão do estacionamento ficou mais em voga. A intenção é garantir a rotatividade das vagas de estacionamento, principalmente no cumprimento do tempo previsto nas placas e nas demarcações das vagas.

A presidente da Cacis reforçou que a rotatividade no estacionamento é uma das formas de atrair mais consumidores. “Sabemos da complexidade do tema, mas, junto com o poder público, lojistas e comunidade, estamos buscando alternativas que beneficiem a todos, oportunizando a rotatividade nas vagas de estacionamento do Centro e atraindo novos consumidores para o município, o que impactará ainda mais no desenvolvimento de Estrela”, enalteceu.

Durante a reunião, chegou-se no entendimento de realizar, a partir dos próximos dias, uma campanha de sensibilização junto aos motoristas e, também, junto aos comerciantes, já que uma das queixas é referente a funcionários de estabelecimentos ocupando as vagas de estacionamento nas principais vias centrais.

Paralelo à campanha, nos próximos dias, Município e Cacis também devem se reunir com proprietários de terrenos baldios do Centro. O objetivo é utilizar estes espaços, inicialmente em novembro e dezembro, como estacionamento para os funcionários dos estabelecimentos da área central, inclusive prevendo a presença de segurança nestes locais. O Município ainda se comprometeu em rever as vagas amarelas para este período, bem como reforçar a sinalização das vagas de estacionamento, especialmente as de motocicletas, que possuem espaços próprios em praticamente todas as quadras.

A campanha também deve reforçar junto aos comerciantes que, para carga e descarga, utilizem exclusivamente as vagas demarcadas para tal finalidade. “Não existe reserva de vagas com cadeiras, caixas, expositores, entre outros, se na quadra há vaga demarcada exclusivamente para carga e descarga”, advertiu o major Cássio Conzatti.

O comando local da Brigada Militar também irá procurar adequar o seu trabalho para auxiliar na fiscalização e conscientização dos motoristas sobre a rotatividade das vagas. “Inclusive, é possível monitorar as vagas pelo sistema de videomonitoramento”, lembrou.

Outro assunto que também esteve em debate foi a importância de reforçar a segurança no período do Natal. “Temos a preocupação constante com a segurança, mas no final de ano, entendemos a necessidade de reforçá-la, pelo volume de vendas que ocorre neste período. A presença de mais policiais nas ruas é de suma importância para evitar a criminalidade”, frisou Andreia.

Sobre este tema, o comandante do 40º BPM informou que solicitará a possibilidade de mais efetivo para o período. Ao mesmo tempo, colocou que a guarnição fará rondas com mais intensidade, inclusive prevendo a presença de policiais a pé nas principais vias do município.

Andreia lembrou que um dos compromissos da Cacis é buscar alternativas às dificuldades que a classe empresarial enfrenta. “Muitas destas dificuldades impactam inclusive para a população, como é o caso do estacionamento e da segurança pública. Mas, através de uma construção conjunta com os demais entes envolvidos encontraremos soluções que beneficiem a todos”, sublinhou. AI/VM

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui