Estado que organiza o Aberto da Austrália vai vetar tenistas não vacinados contra Covid

Medida pode excluir da competição o líder do ranking masculino, Novak Djokovic, que já venceu o torneio 9 vezes (e é o atual campeão)


0
O tenista Novak Djokovic, da Sérvia, segura a taça de campeão do Aberto da Austrália após derrotar o russo Daniil Medvedev na final masculina em 21 de fevereiro de 2021 em Melbourne (Foto: Hamish Blair/AP)

Tenistas que não tomaram a vacina contra a Covid-19 não terão autorização especial para disputar o Aberto da Austrália, afirmou o governador do estado de Victoria, que organiza o torneio.

A medida pode exlcuir do evento o líder do ranking masculino e atual campeão do Grand Slam australiano, Novak Djokovic.

Djokovic já conquistou nove vezes o torneio, que é um dos quatro maiores do calendário, e se recusa a revelar se está vacinado contra a Covid-19.

Um e-mail que vazou nesta semana sugeria que atletas não vacinados poderiam participar do Grand Slam caso respeitassem 14 dias de quarentena.

Veto do governador

Após a revelação, o primeiro-ministro do país, Scott Morrison, afirmou que os tenistas nesta situação poderiam entrar na Austrália caso recebessem uma autorização excepcional do estado de Victoria.

Mas o governador do estado, Daniel Andrews, descartou a possibilidade. “Estamos deixando as pessoas que não tomaram vacina fora dos bares, cafés e restaurantes e muitos outros eventos”, elencou Andrews. “Não vamos pedir uma exceção, portanto o tema está resolvido”.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui