Estima-se que na região 5 mil pessoas convivem com o vírus da HIV e não sabem

No Brasil, conforme o Ministério da Saúde, são 135 mil pessoas convivendo com o vírus HIV sem o conhecimento.

0
Coordenadora do Serviço de Assistência Especializada (SAE) de Lajeado, Valdirene Bedinoto (Foto: Jonas de Siqueira)

Domingo, 1° de dezembro, foi o Dia Mundial de Luta Contra a Aids. O Ministério da Saúde fez um alerta: 135 mil pessoas no Brasil convivem com o vírus HIV e não sabem. Conforme o ministério, o Rio Grande do Sul está entre os estados com maior taxa de incidência de Aids do País. A taxa de detecção de gestantes com HIV e crianças menores de 5 anos vivendo com HIV/Aids está acima da média nacional.


OUÇA A ENTREVISTA

 


A coordenadora do Serviço de Assistência Especializada (SAE) de Lajeado, Valdirene Bedinoto, concedeu entrevista ao programa Rádio Repórter desta quarta-feira (4). Ela ressaltou a importância do teste, do acompanhamento e do diagnóstico precoce.

A projeção do Ministério da Saúde é que a cada quatro pessoas, três não sabem que tem HIV, indicando que 75% do público portador do vírus não têm conhecimento da doença. Com base nos números apresentados pelo IBGE, estima-se que no Vale do Taquari 5 mil pessoas convivem com o vírus e não sabem.

A grande maioria de pessoas que acessa o Serviço de Assistência Especializada (SAE) são mulheres. A 16ª Coordenadoria Regional de Saúde (16ª CRS) atende a 1.711 pessoas, sendo 946 homens e 765 mulheres. “Boa parte dos diagnósticos são tardios, principalmente nos últimos 3 anos”, destaca a coordenadora.

Os testes estão disponíveis em todas as unidades de saúde. “A realização do exame é importante independente da situação civil, sempre lembrando que o parceiro seja testado também”, ressalta Valdirene.

Teste rápido

O teste rápido de HIV é um método que permite que em apenas meia hora o paciente faça seu teste de HIV O teste rápido é realizado a partir da coleta de uma gota de sangue retirada da ponta do dedo.

O resultado tem a mesma confiabilidade dos exames convencionais e não há necessidade de repetição em laboratório. Os testes para detectar o vírus HIV são realizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS), sigilosa e gratuitamente .

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui