Estrela é case de referência nacional com a educação municipal

Ações do programa "Educa Estrela", principalmente as que envolvem o uso das novas tecnologias como aliadas do ensino, são utilizadas como referência em audiência pública da Câmara dos Deputados


0
Modernos equipamentos já são utilizados pelos alunos (Foto: Divulgação)

O Centro de Estudos e Debates Estratégicos da Câmara dos Deputados, em Brasília, realizou na manhã desta quinta-feira (25) audiência pública nacional na qual abordou a utilização da tecnologia como reforço do ensino. Entre os cinco “cases” selecionados em todo o País estava o “Educa Estrela”, programa do governo municipal que, através da sua secretária de educação (Smed), está implementando uma série de projetos inovadores com o propósito de qualificar, ampliar e modernizar o ensino da rede municipal, que hoje atende a 3,8 mil alunos e envolve mais de 760 profissionais. Os altos e constantes investimentos realizados pela gestão, principalmente na utilização de recursos tecnológicos como ferramentas de sucesso do programa para com seus objetivos, foi destaque na apresentação realizada na conferência pela titular da Smed, secretária Elisângela Mendes.

A conferência foi proporcionada pelo grupo de estudos “Tecnologias na Educação: Construção de políticas públicas para o ensino”. A atividade, virtual, reuniu profissionais ligados à educação em todo o território brasileiro, e buscou destacar ações de sucesso na utilização da tecnologia como reforço do ensino. Estas foram captadas pela União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime). Entre as dezenas de iniciativas pré-selecionadas no País, cinco foram escolhidas. Além do programa estrelense, foram apresentadas ações dos estados do Amazonas, Espírito Santo e do Piauí. O Serviço Social da Indústria (Sesi) do RS também foi convidado a explanar uma experiência. A única abordagem municipal foi a da cidade do Vale do Taquari.

Protagonismo

Acompanhada do coordenador do setor de tecnologia da pasta, Paulo Sehn, a secretária Elisângela Mendes destacou em sua apresentação iniciativas desenvolvidas e itens inseridos ao longo do ano letivo, desde a utilização de termômetros digitais como medida de segurança no retorno às aulas presenciais ou mesmo a utilização de dois professores por turma nos anos iniciais, como outros que estão em processo de implantação, entre estes projetos de robótica na rede municipal. Também foram destacadas o processo de ampliação da cobertura da internet nas escolas, em especial as da zona rural, e paralelo a isso o investimento realizado em mais de mil equipamentos para as 21 escolas da rede municipal. Foi então que o case de Estrela ganhou destaque. “Trabalhamos para buscar o protagonismo que Estrela merece e já conquista”, avalia o prefeito Elmar Schneider.

R$ 3,5 milhões

O Governo de Estrela já investiu mais de R$ 3,5 milhões na criação de laboratórios “móveis” nas escolas. Estes contam com 23 Smartboard que ficam disponíveis para apresentações de multimídia e pesquisas na internet entre outros meios. E para acompanhar as possibilidades abertas com este novo recurso, foi concretizada a compra de chromebooks portáteis para alunos e profissionais. Ao todo mais de 630 computadores portáteis com sistema operacional especial integram hoje os laboratórios móveis de todas as escolas de Ensino Fundamental. As unidades da Educação Infantil também receberam equipamentos, como 325 tablets com aplicativos específicos para alunos desta faixa etária.

Adaptação x evolução

Como frisou a secretária aos participantes de todo o país que prestigiaram a convenção, Estrela está se adaptando aos novos tempos. “Não há como ficarmos parados em meio aos novos processos do mundo contemporâneo, e estes se mostram cada vez mais ágeis, muito por conta da utilização de novas ferramentas tecnológicas”, justifica. “Estes recursos estão sim acessíveis aos nossos alunos em seus lares e em seu cotidiano, e quando não, trabalhamos para tornar isso possível ou acessível em nossas escolas. Precisamos então utilizar estas ferramentas para transformar as salas de aula convencionais em ambientes tecnológicos, e assim, mais atraentes às nossas crianças e jovens, possibilitando ainda mais meios e recursos aos nossos educadores e, num contexto global, a concretização de um ensinar e aprender ainda mais qualificado”, pontua.

Novos investimentos

Para o prefeito Elmar Schneider, a escolha de Estrela por parte de um evento federal que teve como pauta um assunto tão presente e importante como a tecnologia, e ao mesmo tempo sendo o “Educa Estrela” o único case municipal, é a confirmação de que o caminho seguido pela gestão até então está correto. “E isso nos credencia a seguirmos projetando investimentos expressivos em inovações, tanto na parte tecnológica, como em questões estruturais de nossas escolas ou mesmo conceituais, como foi o caso da utilização, quando a demanda exigiu, de dois professores por turma nos anos iniciais”, cita ele, ao destacar que já está em fase de conclusão um projeto de plataforma virtual com conteúdos educativos, e em fase licitatória a compra de 150 telas de projeção – SmartTVs para equipar os mais diversos setores da educação. “E estamos sempre proporcionando constantes formações e qualificações humanas. Com essas ações o ensino de Estrela se torna protagonista, o nosso estudante ganha, o nosso profissional é recompensado, mas a sociedade como um todo é que sai como a maior beneficiada.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui