Estrela inicia retomada de aulas nesta quinta-feira 

Reencontro das turmas, em todos os níveis da Educação Infantil e do Ensino Fundamental foi carregado de alegria por parte de alunos, professores, funcionários e pais


0
Foto: Divulgação/Prefeitura de Estrela

A manhã desta quinta-feira (29) marcou a retomada das aulas presenciais na Rede Municipal de Educação de Estrela. O retorno, após mais de dois meses de suspensão e a realização de aulas apenas virtuais, foi marcado por muitos sorrisos por parte de alunos, professores, funcionários e também pais, aliviados com a situação. De acordo com coordenação da Secretaria Municipal de Educação (Smed), a volta presencial dos alunos às salas de aula em todos os níveis, da Educação Infantil (Emeis) ao Ensino Fundamental (Emefs), ocorreu sem maiores problemas.

Ao todo, o município retomará as aulas para os 3,5 mil alunos nas 21 escolas da rede, respeitando o escalonamento determinado pelo decreto, em sistema idêntico ao que estava sendo utilizado antes da suspensão das aulas presenciais. A Educação Infantil retorna neste momento com 50% da turma no período da manhã, e 50% à tarde, seguindo a escala já definida pela escola no início do ano letivo. Os alunos do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental também seguirão a escala definida anteriormente, com 50% da turma na primeira semana e 50% na segunda.

A ansiedade marcou a noite e a madrugada de muitas crianças estrelenses. Segundo relato de vários pais, não foram poucos os que tiveram dificuldades em dormir. O motivo foi o mesmo na maioria dos casos: a vontade para que a manhã de reencontro com colegas e professores chegasse logo. Não foi diferente com muitos educadores e profissionais da Rede Municipal de Educação, preocupados para que tudo ocorresse dentro do combinado no que se trata de transporte e merenda escolar e do que exige os protocolos de segurança e medidas sanitárias impostas pela Bandeira Vermelha. Mas de acordo com as coordenadoras da pasta, o retorno foi tranquilo. O mais difícil nas escolas, segundo os monitores e professores, foi mesmo pedir para os pequenos não abraçarem os colegas.

Nicolas Kauã Dilli (5) era um dos mais animados com o primeiro dia de aula na Emei Espaço dos Sonhos, no Bairro Pinheiros. “Gosto das aulas. É melhor ter aula aqui na escola do que em casa”, justificou o falante menino, já trocando os calçados, uma das normas sanitárias, para então entrar na sala de aula. “É que aqui estou com meus amigos, conversando e vendo coisas com eles. É bom”, garantiu. Para a diretora da escola, Gerusa Adriana da Silva, o retorno foi mais tranquilo porque os pais já compreenderam os motivos de tantos cuidados e as crianças também. “Não é mais uma novidade. Todos já estão mais habituados, tanto pais como as crianças, mesmo as menores, a usar a máscara, passar álcool gel, trocar os sapatos para entrar na sala de aula e manter o distanciamento”, explica ela. “Alguns pais, que inicialmente se mostravam mais inseguros, agora já estavam mais tranquilos e também aliviados. E outros, que na primeira oportunidade não trouxeram os filhos, agora o fizeram”, completa. Muitas escolas prepararam surpresas para a chegada e ao longo do dia.

Orientações às famílias são repassadas por grupos de WhatsApp que já são de conhecimento e uso de quase todos e também pelos canais oficiais de comunicação para com a comunidade escolar e pelo telefone da Smed (3981-1053). A família que não se sentir segura e optar pelo ensino remoto, poderá seguir retirando o material físico na escola (sempre nas segundas-feiras, das 10h às 18h) para a realização das atividades por parte da criança em casa. AI/VM

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui