Prefeitura de Estrela institui a transmissão ao vivo dos pregões licitatórios

Prefeito Elmar Schneider também assinou projeto de lei que pretende criar o Diário Oficial Eletrônico do Município.


0
Secretários municipais Rodrigo Kich (e), da Fazenda, e Roberto Arenhart (d), da Administração, acompanharam a assinatura dos documentos (Foto: Rodrigo Angeli / Prefeitura de Estrela)

O prefeito de Estrela, Elmar Schneider, assinou nesta semana decreto e também encaminhou projeto de lei com os quais pretende dar mais transparência a importantes processos administrativos da prefeitura, diminuir custos e facilitar o acesso da população às informações, inclusive incentivando maior participação dos estrelenses nos mesmos.

O decreto nº 009/21 torna obrigatória a transmissão dos processos licitatórios do município ao vivo pela internet, e a divulgação das mídias destas sessões no site oficial para posterior consulta de interessados. O texto também determina que a comissão de licitação ou o pregoeiro deverá informar inicialmente sobre qual o processo licitatório de que trata a sessão, declarando no mínimo as seguintes informações do processo de compra ou contratação de serviços pelo Poder Executivo: número do edital de licitação, modalidade da licitação, regime de execução, órgão solicitante e objeto da licitação.

A transmissão deverá abranger todas as fases da licitação consideradas públicas. Apenas os processos licitatórios incompatíveis com o disposto nesta Lei por força da legislação federal ficam excluídos de sua abrangência. “O que anunciamos na nossa caminhada vamos aos poucos implantando. Uma das nossas metas sempre foi a transparência, e isso quem vier à sede da nossa prefeitura vai perceber logo na entrada”, destacou o prefeito Elmar Schneider, por ocasião da assinatura do decreto e do projeto de lei.

“O dinheiro público é muito sacrificado, por isso o cidadão deve saber como ele é utilizado e retorna para si”, ponderou. Com a medida, o governo pretende facilitar o acesso dos cidadãos aos processos licitatórios que são abertos, torná-los mais comuns a todos e assim incentivar a participação de mais pessoas nos mesmos, principalmente prestadores de serviços e empresários do próprio município.

Já o projeto de lei n° 006-01/2021 institui o Diário Oficial Eletrônico do Município de Estrela (DOe ME) como meio oficial de publicação e divulgação dos atos legais e administrativos do poder executivo municipal, bem como de suas comunicações em geral, e não mais por meio de documento físico (papel) e posterior publicação em veículos de mídia impressa. O mesmo será publicado no site oficial do Município de Estrela, ficando autorizada sua impressão, mas proibida sua comercialização.

O secretário municipal de Administração, Roberto Arenhart, justifica a medida. “O atual modelo, além de precário quanto ao cumprimento de sua finalidade, pois apenas uma pequena parcela da população tem acesso a estas informações via mídias impressas, acarreta um ônus pesado aos cofres públicos devido ao alto valor que é despendido para realizá-las”, diz. “E a adoção do Diário Oficial Eletrônico por meio da internet, hoje canal de comunicação bem mais acessível à maior parcela da população, tem também por finalidade proporcionar um conhecimento mais amplo dos atos administrativos e da legislação municipal.” AI/RS

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui