Estrela mantém aulas presenciais e aguarda decisão judicial para definir andamento das atividades

Escolas da rede pública e privada recebem alunos nesta segunda-feira (26), seguindo a decisão inicial do Governo do Estado, emitida na sexta-feira (23), sobre a cogestão para educação


0
Escola Leo Joas, no Bairro das Indústrias, em Estrela, está preparada para receber alunos no turno da tarde (Foto: Gabriela Hautrive)

A volta ás aulas presenciais no Rio Grande do Sul, suspensas por conta da pandemia, tem gerado debates e movimentos de pais e professores, seja em defesa ao retorno ou contra ele. Após autorização por parte do Governo do Estado para retomada na última sexta-feira (23), muitas escolas se preparam para voltar nesta segunda (26), porém, a justiça suspendeu a possibilidade, e depois o Governo se manifestou afirmando a decisão, o que até nova ordem, proíbe e retomada presencial. Contudo, em Estrela, o município registrou nesta segunda-feira (26) a presença de alunos tanto na rede municipal como privada, conforme o que já havia sido programado.


ouça a reportagem 

 


 

A reportagem da Rádio Independente fez contato com a prefeitura, por meio das secretarias de Educação e Saúde, mas foi comunicada, através da assessoria de imprensa, de que o município não irá se manifestar antes da decisão judicial sobre o recurso do governo do Estado para retomada das aulas presenciais com sessão em videoconferência marcada para ás 18h desta segunda-feira. Ao ser questionada sobre o porque de manter as atividades, a assessoria respondeu que as escolas já estavam preparadas com merenda escolar e transporte público para receber seus alunos, a partir da liberação dada pelo governo na última sexta-feira (23). Como a suspensão foi comunicada no domingo (25), não havia mais tempo para fazer o remanejo. A tendência é de que a prefeitura siga, a partir de amanhã, as regras que forem estabelecidas após a reunião virtual.

Prefeitura de Estrela se manifestou nas redes sociais

Letreiro deseja boas vindas aos estudantes na Leo Joas (Foto: Gabriela Hautrive)

Através de sua página no Facebook, o perfil da Prefeitura de Estrela publicou neste domingo (25) um comunicado informando sobre a manutenção das aulas presenciais: “O Governo de Estrela informa de que conforme planejado na sexta-feira (23) mantém a decisão de retorno as aulas presenciais na nossa Estrela para esta segunda-feira (26) se baseando no Decreto Estadual 55.852/2021, publicado no dia 22/04/21 e que permitiu a adoção das regras de cogestão para a educação”. O texto segue dizendo que a rede municipal organizou e se para o retorno, no que diz respeito aos protocolos da Covid-19 e de higiene.

A publicação segue reforçando que “está garantida a merenda escolar bem como o transporte escolar, além de que todas as famílias foram comunicadas e estão mobilizadas para o retorno. Convém destacar de que o retorno presencial seguirá o Decreto do Governo do Estado permitindo a capacidade máxima de lotação de 50% nas salas de aula”.

Cogestão permitia volta às aulas

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, afirmou que as aulas presenciais retornariam a partir desta segunda-feira (26) no Estado. Ele detalhou, em transmissão pela redes sociais no fim da manhã de sexta-feira (23), que o Decreto 55.852 passava a permitir a cogestão também para a educação. “É muito importante que as aulas possam voltar presencialmente”, ressaltou Leite. Ele disse que não é possível esperar pela vacinação dos professores contra o coronavírus para o retorno das aulas. “A educação não pode esperar a vacinação”, declarou. O governador destacou que serão seguidos rígidos protocolos de combate à Covid-19 nas escolas.

Segundo a secretária estadual da Educação, Raquel Teixeira, os professores do grupo de risco poderiam ficar em casa, e os pais não seriam obrigados a mandar os seus filhos para as salas de aula. As atividades presenciais de ensino somente estariam liberadas nas regiões classificadas em bandeira preta quando os protocolos municipais permitirem a aplicação das regras da bandeira vermelha para as demais atividades no sistema de Distanciamento Controlado.

Nova decisão do Governo do Estado

O governo do Rio Grande do Sul informou na manhã desta segunda-feira (26) que as aulas presenciais no Estado estão suspensas. A retomada das classes foi motivo até de protestos nesse domingo depois que durante a tarde a 1ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre manteve como válida uma decisão liminar prévia, que suspendeu a volta dos alunos às salas de aula no território gaúcho no período em que estiver vigorando a bandeira preta no Distanciamento Controlado, mesmo com a flexibilização de protocolos relacionados ao combate da Covid-19. Fonte: Correio do Povo

Texto: Gabriela Hautrive
reportagem@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui