Estrelados por Carla Diaz, filmes sobre Suzane Richthofen já estão disponíveis

Longas acabaram de ser lançados exclusivamente no Amazon Prime Vídeo


0
Foto: Divulgação

Muito aguardados desde que começaram a ser rodados, os dois filmes sobre o caso Suzane von Richthofen, um dos crimes mais ardilosos e famosos do Brasil, acabaram de ser lançados exclusivamente no Amazon Prime Vídeo.

Protagonizados por Carla Diaz, “A Menina Que Matou Os Pais” e “O Menino Que Matou Meus Pais” contam diferentes versões do caso ocorrido em 2002, quando Suzane e o namorado, Daniel Cravinhos (interpretado por Leonardo Bittencourt), mataram os pais, Manfred Albert von Richthofen e Marísia von Richthofen.

Dirigidos por Maurício Eça, que teve a ideia de dividir o roteiro em dois para deixar o público decidir em qual versão acreditar, os filmes foram rodados ao mesmo tempo pela mesma equipe e elenco.

O assassinato teve um enorme interesse popular e foi acompanhado de perto por emissoras de TV e jornais. Em julho de 2006, o Tribunal do Júri condenou Suzane e Daniel a 39 anos de prisão.

Cada uma das produções se baseia nos depoimentos de Suzane e de Daniel Cravinhos, seu namorado na época e também condenado pelo crime, durante as investigações e o julgamento. Em “A Menina Que Matou Os Pais” a história é contada pelo olhar de Daniel, enquanto “O Menino Que Matou Meus Pais” apresenta a visão de Suzane.

Originalmente, o projeto seria lançado exclusivamente nos cinemas em 2020, mas devido a pandemia da Covid-19 a estratégia de lançamento acabou alterada. Depois de uma longa espera, os dois filmes estreiam ao mesmo tempo nesta sexta-feira, 24 de setembro, na plataforma digital Prime Video.

Trabalho desafiador

Muito além de sua participação marcante no “Big Brother Brasil 21”, Carla Diaz se destaca por sua carreira repleta de bons personagens. A atriz de 30 anos começou a atuar ainda bebê e se consagrou em “Chiquititas” e na novela “O Clone”.

Ao G1, Carla afirmou que apesar de toda a sua experiência, nunca viveu algo como gravar dois filmes ao mesmo tempo ao longo de 33 dias.

“No set, a gente tinha que gravar, no mesmo dia, às vezes cena dos dois filmes. Era misturado. Então, a equipe precisou de muita concentração, muito foco, para ter essas mudanças.”

Em entrevista exclusiva ao OFuxico, Carla Diaz contou sobre os desafios de viver Suzane Von Richthofen em duas versões no cinema. A atriz contou como foi o processo de criação desse personagem real e intrigante.

“Foi complexo mesmo, uma grande oportunidade artística acima de qualquer coisa. Dei um passo para trás, me distanciei da história real e tão chocante. Se eu me deixasse levar pelo meu julgamento, seria um grande erro e não deveria aceitar fazer esse trabalho. Os filmes se baseiam nos depoimentos. Eu precisava fazer as cenas com verdade, sem mostrar qualquer tendência de opinião pessoal. Eu estudei muito, li muito. Vi filmes, conversei com profissionais e me mantive um pouco mais isolada, em especial antes de filmar algumas sequências”, disse.

Relembre o caso

No dia 31 de outubro de 2002, Daniel e Cristian Cravinhos, os “irmãos Cravinhos”, assassinaram Manfred e Marísia von Richthofen – pais de Suzane – com diversos golpes de marreta na cabeça enquanto eles dormiam. O crime frio e brutal chocou o Brasil, principalmente após a descoberta de que a ação havia sido planejada pela filha do casal, Suzane von Richthofen, com 18 anos na época.

De família rica, residente na Zona Sul de São Paulo, Suzane alegou em depoimentos que o namorado, Daniel, que teria arquitetado o plano. Ele, contudo, garantiu que a ideia partiu da namorada.

O motivo do crime foi considerado torpe pela Justiça, já que conforme os depoimentos as alegações eram de que os pais de Suzane não aceitavam o namoro da filha com alguém de uma classe social diferente.

Suzane e Daniel foram condenados em 2006 a 39 anos e meio de prisão, Cristian, o irmão, a 38 anos e 6 meses.

Atualmente, Suzane cumpre sua pena em regime semiaberto na Penitenciária Feminina de Tremembé. Recentemente, também foi autorizada pela Justiça a cursar a faculdade de Farmácia em uma universidade particular de Taubaté, após alcançar uma boa nota através do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).

Fonte: Ofuxico

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui