Estudantes da Univates terão descontos em função da pandemia

Será 10% em junho - para pagamento até dia 22 - e 20% em julho, para pagamento da mensalidade em dia.


0
Foto: Univates / Divulgação

Considerando o atual momento e os diálogos estabelecidos com os estudantes por meio do Diretório Central de Estudantes (DCE), a Reitoria da Univates anunciou medidas de apoio aos estudantes em reunião virtual realizada na noite da última quinta-feira (21), com o DCE e Diretórios Acadêmicos (DAs). Na oportunidade foram tratadas diversas questões como o retorno lento e gradual das atividades da Univates e os cuidados com a saúde e o bem-estar dos alunos, professores e funcionários da Instituição.

Outras questões tratadas foram as datas de vencimento das mensalidades e algum tipo de apoio que a Instituição pudesse conceder neste momento de crise. Assim, foi acordado que nos meses de junho e de julho será alterado o desconto pontualidade para o pagamento das mensalidades de cursos de graduação presenciais e a distância, técnicos e de Idiomas.

No mês de junho, haverá 10% de desconto para pagamento até o dia do vencimento, que teve a data postergada do habitual dia 10 para o dia 22. Já no mês de julho o percentual de desconto para pagamento da mensalidade em dia será de 20%, com data de vencimento em 20 de julho.

Para estudantes dos cursos de pós-graduação lato e stricto sensu, será concedido desconto de 5% para pagamento da mensalidade até o vencimento, que também será no dia 22 de junho. Em julho, o desconto para esses estudantes será de 15%, com vencimento do boleto no dia 20 de julho. Além disso, será mantida, até agosto, a isenção da cobrança de taxas de 35 diferentes tipos de protocolos acadêmicos.

De acordo com o reitor, Ney Lazzari, foi acertado na reunião que, se os representantes dos estudantes quiserem, poderá ser constituído um grupo de trabalho entre Univates e DCE para que sejam estudadas as contas da Instituição, que já foram apresentadas no evento virtual. “É perceptível um enorme grau de confiança que nossos estudantes têm na Universidade e nas pessoas que aqui trabalham. Esse é um daqueles legados invisíveis que têm um valor inestimável nessas horas. É claro que isso é reflexo de anos de trabalho e de seriedade e, neste momento, temos que continuar honrando essa tradição e nos mantermos sãos e fortes física e mentalmente”, afirma Lazzari.

Nota do DCE

Em nota, o Diretório Central de Estudantes (DCE), agradeceu o apoio dos estudantes. “Acreditamos muito na briga que “compramos” (e não entendam aqui como algo negativo), tentando manter um olhar paras nossos alunos e também para a Instituição, que vem desempenhando um papel fundamental no combate ao COVID-19. Sabemos que, por vezes, é difícil encontrar um meio termo que agrade a gregos e troianos, e estar disposto a ouvir os dois lados é um sinal da democracia que nos empenhamos em lutar. Sentimos que a resolução ofertada pela Reitoria na reunião que aconteceu hoje no final da tarde, com a participação do DCE e DAs, vai ao encontro do que reivindicávamos e nos sentidos satisfeitos com ela”, diz a nota. AI/RC

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui