Estudantes e diplomados da Univates são finalistas em concurso nacional de design

Brasil Design Award é uma premiação que busca dar reconhecimento e destaque ao design nacional


0
Foto: Mariana

Pelo segundo ano consecutivo, projetos desenvolvidos durante a graduação em Design na Univates são finalistas em concurso com representatividade nacional. Em 2020 o curso de Design conquistou ouro, prata e bronze no 8º Prêmio Bornancini de Design, além de ter outros três projetos finalistas no mesmo concurso.

Neste ano os trabalhos finalistas desenvolvidos na Univates abrangem projetos realizados nos cursos de Design, Design de Moda, Jornalismo e Publicidade e Propaganda, selecionados para o shortlist do Brasil Design Award, realizado pela Associação Brasileira de Empresas de Design (Abedesign) desde 2009.

O Brasil Design Award é uma premiação que busca dar reconhecimento e destaque ao design nacional e, a partir de 2021, possibilita a participação gratuita de estudantes na categoria Design de Impacto Positivo. Os projetos podem ser votados pela comunidade. Clique aqui para conferir e participar: https://linktr.ee/bdaunivates.

Entre os finalistas da Univates estão dois Trabalhos de Conclusão de Curso (TCCs) realizados por alunos e diplomados dos cursos de Design e Design de Moda, além de um projeto desenvolvido no componente Estúdio de Criação, que integra estudantes de Design, Jornalismo e Publicidade e Propaganda.

Foto: Mariana

O trabalho da diplomada Mariana Scheeren, intitulado “Retrato sensorial: a utilização do Design na criação de um produto fotográfico destinado a pessoas cegas”, utilizou os recursos de impressão 3D para possibilitar que pessoas com deficiência visual sentissem retratos por meio de outros sentidos além da visão. Com orientação da professora Silvia Trein Heimfarth Dapper, o TCC foi avaliado com a nota máxima pela banca e se destaca pela sensibilidade em abordar o design como metodologia na melhoria da qualidade de vida das pessoas com deficiência. Mariana, que trabalha profissionalmente como fotógrafa, explica: “Tanto o design quanto a fotografia são experiências que se relacionam com a vida e a história das pessoas, então resolvi unir tudo isso à minha grande vontade de ajudar o outro, desenvolvendo um quadro fotográfico com experiências táteis, visuais, auditivas e olfativas”.

Croquis e peças em escala 1-6 da coleção de Margeli

A diplomada do curso de Design de Moda Margeli Chitolina inscreveu no concurso a coleção que resultou do seu TCC “Coleção Futureworld – Roupas transformáveis como uma alternativa sustentável para o guarda-roupa do futuro”. No trabalho, a designer de moda investiga tendências sustentáveis no universo da moda, como o upcycling e o fair trade, apresentando uma coleção de roupas com peças que têm mais de uma função a partir de técnicas diferenciadas de modelagem, que permitem, por exemplo, que um vestido longo e um vestido curto se originem da mesma peça.

Para o orientador do trabalho, professor Cristian Metz, “desenvolver uma coleção de moda, com peças transformáveis, foi, ao mesmo tempo, desafiador e satisfatório: desafiador porque a coleção foi desenvolvida em uma escala de 1/6 do tamanho natural de uma peça de vestuário e exigiu delicadeza e técnica para a aplicabilidade das ideias na criação, e satisfatório pois o resultado atingido superou as expectativas para o desenvolvimento de uma coleção a partir do pensamento voltado às questões de sustentabilidade”.

Foto: Divulgação

O terceiro trabalho finalista é resultado da prática coletiva presente no Estúdio de Criação do Aula+, o principal atelier dos cursos vinculados à economia criativa. No estúdio, estudantes de três cursos, independentemente do semestre em que estão matriculados, trabalham juntos no desenvolvimento de projetos vinculados a um tema principal, como foi o caso do projeto “Resolveu?”, originado do tema “As falas dos fantasmas da cidade”, proposto pelo grupo de professores para orientar o desenvolvimento dos projetos do primeiro semestre de 2021.

“Resolveu?” é um projeto que se configura como um sistema produto-serviço que tem um website como parte principal, no qual os habitantes da cidade podem registrar problemas e organizar mutirões para buscar solucioná-los. Os estudantes envolvidos foram Ana Paula Parizotto, Rafael Laste, Julia Amanda Becker, Táila Quadros, Ryan Bergonci, Laís Dametto e Thales Duarte, do curso de Design, Milene Brambilla e Vinicius Mallmann, do curso de Jornalismo, e Maiquel Wommer, estudante de Publicidade e Propaganda.

Para o professor Rodrigo Brod, coordenador dos cursos de Design e Design de Moda e um dos professores do Estúdio de Criação, a presença de trabalhos da Univates em uma premiação nacional é um reflexo da qualidade das práticas dos cursos. “Estamos ao lado de instituições de ensino consolidadas, de todo o País. Poderíamos ter mais trabalhos no shortlist se contássemos com mais inscrições dos estudantes. É um desafio e uma cultura a ser difundida na Universidade, e são frutos como esses que podem incentivar novas inscrições e novas premiações”. AI/VM

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui