Estudantes podem fazer intercâmbio para mais de 60 lugares através da AFS

"AFS Day" ocorre neste sábado (29) para esclarecer dúvidas sobre o intercâmbio e conhecer os programas disponíveis


0
Ivanete Costa, e a vice-presidente do Comitê AFS Lajeado (Foto: Jonas de Siqueira)
Ivanete Costa, e a vice-presidente do Comitê AFS Lajeado (Foto: Jonas de Siqueira)

Em entrevista ao programa Redação no Ar da tarde desta quinta-feira (26), Raquel Barriatto, presidente do Comitê AFS Lajeado; Ivanete Costa, e a vice-presidente do Comitê AFS Lajeado ressaltaram a programação do evento “AFS Day”, que ocorre neste sábado (28), das 9h às 12h, no miniauditório do colégio, com o objetivo de esclarecer dúvidas sobre o intercâmbio e conhecer os programas disponíveis. Também participou do bate-papo a intercambista italiana Anna Fedrigo, que falou sobre a sua experiência no Brasil.
Através da parceria, os estudantes podem se inscrever para intercâmbios em mais de 60 destinos espalhados pelo mundo. Atualmente, cinco escolas de Lajeado integram o programa.

A vice-presidente do Comitê destaca que o programa existe há mais de 100 anos e há 27 anos em Lajeado. “Passamos a marca dos 100 estudantes enviados e 50 recebidos”, afirma Ivanete Costa.

Raquel Barriatto, presidente do Comitê AFS Lajeado (Foto: Jonas de Siqueira)

Raquel Barriatto, presidente do Comitê AFS Lajeado, falou sobre sua experiência em 2007 na Alemanha. ”Tenho laços de amizade com pessoas de lá até hoje, comenta. Segundo ela, o processo de imersão cultural facilita o aprendizado do idioma. “Com dedicação, consegui aprender o idioma e acompanhar as matérias”, conta.

Intercambista italiana Anna Fedrigo (Foto: Jonas de Siqueira)
Intercambista italiana Anna Fedrigo (Foto: Jonas de Siqueira)

“A vida no Brasil e na Itália é bem diferente“, afirmou a intercambista italiana Anna Fedrigo. A estudante, que chegou na região em fevereiro, conta que o relacionamento com colegas e professores é uma das principais diferenças culturais. “Na Itália a linguagem com os professores é mais formal”, diz Anna.

Ao ser questionada sobre a imagem que levará do Brasil, a intercambista destacou as belezas naturais e diz que pretende retornar para conhecer outras regiões. “Pensei que a vida aqui era mais simples, não sabia que havia regiões muito ricas”, declara.

Sobre o programa

O programa educacional é destinado a jovens com idades entre 14 e 18 anos, com duração de um ano, um semestre, um trimestre ou um bimestre letivo, dependendo do país escolhido. O participante irá morar na casa de uma família selecionada e preparada pelo AFS, que também possui escolas parceiras no país de destino do jovem.

 


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui