Estudo aponta relação entre menopausa, sono, aumento de peso e doença cardiovascular

Estudos mostram que mulheres que dormem mal tendem a engordar e que a gordura abdominal é um risco sério para a saúde


0
Mulher fazendo exercício de agachamento: distúrbios do sono predispõem ao ganho de peso (Foto: Happyveganfit para Pixabay)

Um estudo divulgado no encontro anual da Endocrine Society mostra que problemas para dormir podem contribuir para o aumento de peso na menopausa. As taxas de obesidade aumentam no período da pós-menopausa, mas os especialistas chegaram à conclusão de que a falta do hormônio estrogênio não é o único fator envolvido no processo, já que apenas metade das mulheres engorda significativamente.

Segundo os líderes do estudo, como os problemas para dormir também se intensificam nessa fase, foi feita uma experiência durante a qual um grupo de mulheres saudáveis, na pré-menopausa, teve o sono interrompido durante uma série de noites. O resultado era uma redução importante do gasto das gorduras do corpo.

Durante a análise, centenas de mulheres, com idade média de 51 anos, se submeteram a exames para medir o tecido adiposo visceral, aquele em volta dos órgãos abdominais, e ao ultrassom da carótida. A equipe estabeleceu a seguinte relação: para cada 20% de incremento na gordura abdominal, havia um espessamento de 2% das paredes da carótida, independentemente do peso e índice de massa corporal. O time ainda descobriu que o acúmulo de gordura abdominal se acelerava nos dois anos que antecediam a última menstruação e continuava num crescimento gradual depois disso.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui