Estudo mostra predomínio de homens, jovens e mais escolarizados entre os imigrantes do RS

População que chega ao Estado se concentra em municípios maiores e têm origem de países como Haiti, Venezuela e Uruguai


0
Arte: Reprodução

Homens e jovens, vindos de países como Haiti, Venezuela e Uruguai, residentes na região metropolitana de Porto Alegre e municípios maiores do interior e com escolaridade acima da média da população são algumas das características majoritárias dos imigrantes do Rio Grande do Sul.

A partir de dados do Sistema de Registro Nacional Migratório (Sismigra), da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) e do Cadastro Único, o Departamento de Economia e Estatística (DEE), vinculado à Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (SPGG), produziu um perfil dos imigrantes do Estado e constatou uma alta significativa nos registros desde 2018.

O estudo, divulgado nesta sexta-feira (25), mostra ainda que pretos e pardos estão mais presentes entre os imigrantes do Estado na comparação ao total da população gaúcha e os salários mais altos são pagos aos imigrantes brancos e do sexo masculino, em comparação com os demais.

Fonte: Governo do RS

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui