EUA: Homem é preso após disparar tiro de fuzil contra funcionário do Censo

Preso, alegou que o funcionário do recenseamento não se identificou ao entrar em sua casa, e por isso entrou e buscou uma arma.


0
Michael Cooper, 32 anos, disse que funcionário do Censo entrou em sua casa sem se identificar; documentos e testemunhas, no entanto, negam a versam (Foto: WKMG Click Orlando/Reprodução)

Um funcionário do órgão responsável pelo recenseamento nos EUA foi alvo de um disparo de fuzil enquanto fazia seu trabalho ontem em Bunnell, cidade no estado da Flórida. Apesar do ataque, ele escapou sem ferimentos. O homem, um empregado do US Census Bureau, fazia um levantamento a respeito de vagas no Congresso e distribuição de verbas públicas quando chegou à casa de Michael Cooper. O morador, de 32 anos, estava sentado em uma varanda na frente do imóvel.

Segundo o site Click Orlando, o funcionário chegou a se apresentar, mas Cooper ficou furioso e começou a gritar para que ele saísse do local. O morador então foi para dentro de casa e voltou com um fuzil AR-15. Testemunhas relataram que o homem estava deixando o endereço quando Michael Cooper disparou, sem atingi-lo. O funcionário do Censo então foi para seu carro, onde estava acompanhado da mulher, fugiu e ligou para as autoridades.

Preso, Cooper alegou que o funcionário do recenseamento não se identificou ao entrar em sua casa, e por isso entrou e buscou uma arma. No entanto, ainda de acordo com o Click Orlando, tanto os relatos de testemunhas quanto o registro policial da ocorrência apontam que o funcionário se identificou, portava um crachá e dirigia um veículo identificado.

Policiais recolheram o fuzil de Cooper e a cápsula disparada. Ele foi denunciado por ataque com arma sem a intenção de matar.

Fonte: UOL

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui