Evento reúne mais de 600 veículos antigos e é o maior encontro já realizado em Teutônia

Expositores de aproximadamente 80 municípios prestigiaram o 12º Encontro Nacional de Veículos Antigos


0
Foto: Divulgação

Uma celebração que reuniu famílias, veículos e municípios com diversas histórias. Assim pode ser resumido o 12º Encontro Nacional de Veículos Antigos de Teutônia, realizado de 25 a 27 de março no Centro Administrativo Municipal.

Num fim de semana belíssimo e cheio de nostalgia, foram mais de 600 veículos expostos da noite de sexta-feira até a tarde de domingo, com antigomobilistas e famílias vindas de cerca de 80 municípios e público que superou dez mil pessoas.

Conforme a comissão organizadora, o maior evento de antigomobilistas que Teutônia já recebeu, numa verdadeira viagem no tempo que celebra a história do automobilismo. Entre os expositores sobre rodas, participaram representantes do Vale do Taquari e da Serra, de Santa Maria, Ibirubá, Chapada, Sarandi e São Marcos, além de Dois Vizinhos e Toledo, no Paraná, e Indaiatuba, em São Paulo, entre outros.

Retomada de sucesso

O presidente da CIC Teutônia, Airton Roque Kist, valorizou as parcerias na organização do evento e o apoio dos patrocinadores. “São eventos como esse que geram desenvolvimento e renda, movimentam o município. Estamos muito felizes com essa expressiva participação de antigomobilistas e visitantes. Teutônia recebeu a todos de braços abertos e espera por vocês na próxima edição.”

O diretor da Federação Brasileira de Veículos Antigos (FBVA), Antônio Afonso Lima da Fontoura (“Schaw”), parabenizou Teutônia pelo evento. “Esse encontro é muito bem conceituado e reconhecido, sempre sensacional.”

Fazendo uso da palavra em nome do Veteran Car Teutônia, Guiomar Haas falou da satisfação em reunir os antigomobilistas depois de três anos. “Nesse período de pandemia, estávamos todos ansiosos em poder voltar a sair de casa e participar de eventos como esse. Tivemos a dedicação de muitas pessoas para que o encontro acontecesse, mas quem ‘deu show’ em Teutônia foram os antigomobilistas.”

O prefeito Celso Aloísio Forneck valorizou a adesão da comunidade à vacinação, o que também possibilitou a retomada do evento. “Estamos muito felizes com a presença de todos”, disse, reforçando o convite para a Festa de Maio 2022, de 25 a 29 de maio.

Premiação

O encerramento do evento foi marcado pelo desfile dos veículos premiados como destaque. Ao todo, foram 65 exemplares que receberam troféu, entre automóveis, motocicletas e caminhões. O tapete vermelho em frente ao palco principal homenageou a dedicação na preservação desta história do automobilismo iniciada há mais de 100 anos.

Programação variada

Além dos veículos, foram três dias de variadas atrações artístico-culturais, com infraestrutura de brinquedos infláveis gratuitos para as crianças, restaurante oficial servindo o prato típico teutoniense “Schweinebraten” (assado de porco), praça de alimentação, “mercado de pulgas” e memorabília, artesanato e shows.

O 12º Encontro Nacional de Veículos Antigos de Teutônia foi uma realização da CIC Teutônia, com patrocínio de Certel e Languiru, contando com o apoio de Veteran Car Teutônia, Federação Brasileira de Veículos Antigos e Prefeitura de Teutônia.

1.360 km rodados até Teutônia

A bordo do Bianco S, ano 1979, o casal Ailton Rodrigues da Cruz (60) e Ana Maria de Andrade (50) percorreram 1360Km da cidade de Indaiatuba, distante aproximadamente 85Km da capital de São Paulo, especialmente para participar do evento de Teutônia. Em terras gaúchas, até o nosso chimarrão provaram. “É um amargo bom”, aprovou o metalúrgico.

O “vermelho Ferrari” reluzente chamava a atenção entre os automóveis expostos no quadrante do relógio no Centro Administrativo Municipal. A viagem iniciou ainda na noite de quinta-feira, com chegada ao destino na manhã de sábado. No trajeto, paradas para dormir em Lages/SC e Farroupilha/RS. “Viemos especificamente para o evento. O carro foi adquirido no fim de 2021 e esta é a primeira viagem mais longa, começando a pegar a estrada com essa aventura”, explica Cruz, que integra grupos de Miura no Rio Grande do Sul e São Paulo e ficou sabendo do encontro teutoniense em conversas de WhatsApp. “Vi a postagem, mostrei pra esposa e ela concordou.”

O retorno para casa iniciou na madrugada de sábado, depois de dormirem em hotel de Teutônia. “É um passeio muito bom, gostamos muito do Estado e da cidade, pessoas muito acolhedoras. Em qualquer lugar que se chegue, seja um posto de combustível ou uma farmácia, são todos muito educados, e no evento não foi diferente”, disse, adiantando que numa próxima, com mais tempo, a ideia é visitar outros pontos turísticos, como a Lagoa da Harmonia.

“Voltando à vida”

Cruz também falou da retomada de eventos presenciais. “Estamos voltando à vida. O ser humano precisa desses momentos de integração. Nós viemos para cá, daqui a pouco algum novo conhecido vai para lá, é assim que vamos vivendo na estrada com esse carrinho”, concluiu, acrescentando que ainda possui dois Miuras em fase de restauro. AI/VM

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui