Ex-jogador Anderson é denunciado em operação que apura desvio de R$ 35 mi

Conforme o MP, grupo criminoso desviou recursos de indústria e lavou dinheiro em operações com criptomoedas; jogador e advogado alegam inocência


0
Foto: Divulgação

O ex-jogador Anderson, conhecido como Andershow, com passagens por Inter, Grêmio, Manchester United, entre outros clubes, é um dos denunciados no processo gerado pela Operação Criptoshow, realizada pelo Ministério Público do Rio Grande do Sul. A informação foi divulgada pela GZH e confirmada pelo UOL Esporte.

Em contato com a reportagem, o advogado que trabalha na defesa de Anderson, Júlio Cézar Coitinho Júnior, explicou que o ex-jogador ainda não foi citado nem intimado e que não teve acesso ao processo. Por isso, não tem como se manifestar de forma mais firme sobre a denúncia.

A ação apura o desvio de R$ 35 milhões de uma grande indústria e da bolsa de valores. No último dia 12, oito pessoas foram denunciadas por crimes como furto qualificado, organização criminosa e lavagem de bens, direitos ou valores. Entre eles está o ex-atleta.

“Nos dias 15 e 16 de abril de 2020, foram desviados R$ 30 milhões da conta bancária de uma grande indústria por meio de 11 transferências eletrônicas (TEDs) para seis empresas localizadas em Porto Alegre e Cachoeirinha, no Rio Grande do Sul, São Paulo e Porto Velho, em Rondônia. Conforme a denúncia, o dinheiro foi desviado em operações realizadas por intermédio de sofisticada técnica realizada por outra empresa, com sede em Cachoeirinha, correntista do mesmo banco”, diz nota do MP sobre o caso.

Na operação, 13 mandados de busca e apreensão foram cumpridos para desarticular o grupo, que burlou esquema de segurança digital de um banco, desviou R$ 35 milhões de uma grande indústria e da bolsa de valores e lavou dinheiro com bitcoins.

A denúncia foi oferecida pelo promotor de justiça da Promotoria de Justiça Especializada Criminal de Porto Alegre, Flávio Duarte, tendo como base a operação do MP, desencadeada em junho do ano passado.

Na ocasião, a casa de Anderson foi alvo de um dos mandados de busca e apreensão. Um computador foi levado para análise.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui