Ex-líder de torcida é encontrada morta após denunciar homem que a perseguia

Celeste Manno foi encontrada morta em sua casa em Melbourne, na Austrália.


0
Foto: Reprodução / Facebook

A ex-líder de torcida Celeste Manno, de 23 anos, foi encontrada morta com sinais de facada dentro de sua casa, em Melbourne, na Austrália, depois de ter denunciado um ex-colega de trabalho dela, que a perseguia e estava obcecado pela jovem. A obsessão teria começado depois que a moça foi gentil com o suposto assassino no dia em que ele foi demitido.

O suspeito arrombou a janela da casa de Celeste enquanto ela estava na residência com a mãe, Aggie, na madrugada de ontem, de acordo com o Sydney Morning Herald. Fotos da cena do crime mostram sangue em uma cerca do lado de fora do imóvel. Um carro de cor escura também foi visto saindo do local.

O irmão de Celeste, Alessandro, contou que a moça liderava uma equipe em um call center da empresa global Serco, de onde o suspeito de matá-la foi demitido há um ano. “Ele foi demitido e ela [Celeste] não era próxima dele, mas apenas para dar-lhe algum apoio, ela o acompanhou até a porta, e desde aquele dia ele ficou obcecado por ela”, relatou o familiar.

Ainda de acordo com Alessandro, tudo teria começado quando o homem mandou uma mensagem para Celeste no Instagram. Ela, que já namorava, disse que não estava interessada em se relacionar com ele e teve que bloqueá-lo, mas o homem criou várias contas nas redes sociais para tentar se comunicar com a jovem.

Fonte: UOL

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui