Exército ordena vacinação a tropas e proíbe divulgação de fake news

Orientações constam das diretrizes do Exército para o combate à Covid-19. Documento é assinado pelo comandante, general Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira


0
Foto: EBC / Divulgação

O comando do Exército divulgou nesta quinta-feira (06) as diretrizes para o combate à covid-19. Entre as orientações que os militares devem seguir, estão a vacinação para quem retornar ao trabalho presencial, o distanciamento, o uso de máscaras e a proibição de espalhar fake news sobre a pandemia.

O documento, assinado pelo comandante do Exército, general Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, deixa claro que o objetivo é o retorno pleno de todas as atividades administrativas e operacionais e que isso é possível devido ao avanço da vacinação contra a covid-19, desde que sejam respeitadas as normas sanitárias de estados e municípios, além das recomendações do Ministério da Saúde. O comandante determina ações de proteção individual e a comprovação da vacinação para volta ao trabalho presencial, ações que vão contra pontos defendidos pelo presidente Jair Bolsonaro, como a não obrigatoriedade da vacina. As regras foram publicadas pelo site O Antagonista. São 52 pontos.

Entre eles, o Exército determina que: os militares e os servidores civis que retornarem de viagem internacional, a serviço ou privada, ainda que não apresentem sintomas relacionados à covid-1 deverão realizar o teste molecular (RT-PCR) até 72 horas antes do embarque. Exército proíbe militares de divulgar fake news sobre pandemia e pede vacinação para trabalho presencial; exército proíbe militares de divulgar fake news sobre pandemia e pede vacinação para trabalho presencial.

Para as ações de campo, como as de forças-tarefas humanitárias, e nas operações de faixas de fronteira: estabelece que é preciso continuar adotando medidas de prevenção à contaminação pelo coronavírus; recomenda o distanciamento social, o uso de máscaras e a higienização das mãos.

Fonte: O Sul

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui