Exército russo deixa o Cazaquistão após prisão de 12 mil pessoas

Tropa estava presente no país para ajudar a conter o avanço de movimentos e revoltas populares contra o aumento no custo de vida, em especial no preço dos combustíveis


0

Os mais de 2 mil soldados liderados pela Rússia começaram a deixar o Cazaquistão nesta quinta-feira (13), após declararem que sua operação de “manutenção de paz” terminava no país, que viveu uma semana de grandes manifestações contidas com forte repressão. Mais de 12 mil pessoas foram presas desde o início da crise, no dia 2 de janeiro.

O Cazaquistão, um país com reputação de estabilidade, foi abalado na semana passada por uma onda de revolta social e violência que não era vista desde sua independência, em 1991. Tudo começou no domingo (2), após o anúncio de aumento do preço de gás. A medida explodiu em manifestações contra o governo.

Fonte: G1


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui