Expedição leva vacina contra covid de barco a população ribeirinha no Pará

As doses de AstraZeneca estão chegando de barco, em uma jornada que vai percorrer 2,2 mil quilômetros


0

Uma expedição de profissionais de saúde está levando a vacina contra a covid-19 a cerca de 1.300 pessoas que vivem às margens dos rios Xingu e Iriri na Terra do Meio, no Pará. As doses de AstraZeneca estão chegando de barco, em uma jornada que vai percorrer 2,2 mil quilômetros pelas águas até o dia 18 de junho para alcançar uma população apontada como prioritária pelo Plano Nacional de Imunização, mas que não estava sendo atendida.

Moradora da Comunidade Baliza, na Reserva Extrativista Rio Xingu, Ana Célia foi uma das vacinadas. “A gente esperou tanto tempo que tinha até perdido a esperança”, diz ela, ao ser atendida pela equipe de saúde. Os profissionais, além de imunizar a população, também realizam esclarecimentos acerca da vacinação.

Os ribeirinhos vivem a muitos quilômetros da estrutura de saúde da cidade. A comunidade mais remota do município de Altamira fica a cerca de 500 Km do centro urbano e, em algumas épocas do ano, quando o rio Xingu está seco, o deslocamento de barco pode levar até uma semana. Em casos mais graves a remoção só pode ser feita por via aérea.

O Ministério Público de Altamira foi acionado, e fez uma recomendação para que essas populações fossem priorizadas de acordo com o estabelecido no PNI. Com muita reunião e articulação junto ao Estado e município, os ribeirinhos conseguiram: 3.600 doses foram reservadas para eles (1.300 para os que vivem em Unidades de Conservação e estão sendo atendidos pela expedição e 2.300 para os que não vivem em UCs). A expectativa é que uma nova expedição seja organizada nos próximos meses para completar a imunização, de acordo com o Instituto Socioambiental (ISA), um dos parceiros da iniciativa ao lado das Associações de Moradores das Reservas Extrativistas Rio Xingu, Rio Iriri e Riozinho do Anfrísio, Prefeitura Municipal de Altamira, Secretaria Estadual de Saúde do Pará, e Saúde em Harmonia.


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui