Facada no peito: polícia investiga morte de homem na noite da virada em Encantado

A autora do golpe foi a companheira, que teria agido em legítima defesa 


3
Foto: Ilustrativa

Um homicídio está sendo investigado pela Polícia Civil de Encantado. O fato ocorreu por volta das 21h30 da sexta-feira (31), no Bairro Navegantes.

Na ocasião, a Brigada Militar foi informada pelo Samu de que estaria se deslocando até a Rua Heitor Cadore para atender um indivíduo com ferimento provocado por arma branca.

O homem, identificado como Paulo César Silveira Legestão Trindade (39), foi encontrado caído na escada de acesso à casa. A sua companheira também estava no local e informou ter desferido uma facada no peito do sujeito, tendo em visto ter lhe segurado pelo pescoço. A vítima foi encaminhada para atendimento no Hospital Santa Terezinha.

A mulher, após passar por exames, foi conduzida à Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Lajeado, onde a autoridade policial optou pelo registro simples, tendo o entendimento de que ela agiu em legítima defesa. Trindade, que é natural de Santa do Livramento, morreu na madrugada do dia 1º durante atendimento no hospital. Seu corpo foi conduzido para necropsia no Departamento Médico-Legal (DML) de Porto Alegre.

Conforme o delegado de Encantado, Alex Edmundo Assmann, que nesta segunda-feira (3) esteve no local do crime, tudo indica que tenha realmente sido um caso de legítima defesa. O casal estava sozinho na residência e indícios indicam que houve um desentendimento e luta corporal. Também havia registro anterior por violência doméstica. MS

3 Comentários

  1. Caminhamos para o “Dente por Dente, Olho por olho” se é um homem, que entonou a voz, está preso, mas como foi contrário, legítima defesa. Será que essa vítima não tem familiares, para agirem em legítima defesa?

    • Hahahahaaa….isso é reflexo de tanto ” macho ” praticar violência contra as mulheres. Mas são comentários iguais ao seu que identifica outro rachão que pode fazer o mesmo. Se os próprios investigadores constataram ser defesa. É que para alguns homens as mulheres têm que apanhar calada né? Se ela não tivesse reagido seria só mais uma vítima, como tantas outras.

      • Alguém falou que as mulheres tem que apanhar calada, vá estudar Português, para poder interpretar melhor, e outra e uma opinião, na qual em momento algum desmereceu a figura da mulher, até por que tenho mãe, irmã, e filhas. Me referi ao tratamento jurídico que é dispensado, ou foi neste caso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui