Fake news relacionadas à covid-19 crescem no Brasil, diz estudo

Os dados revelaram que 65% das informações falsas que circularam no período apresentavam métodos caseiros para prevenir a covid-19.


0
Foto: Baz Ratner / Reuters

Pesquisadores da Ensp (Escola Nacional de Saúde Pública), da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) identificaram as principais fake news (notícias falsas) relacionadas à pandemia do novo coronavírus.

A pesquisa foi elabora com base em denúncias encaminhadas para o aplicativo “Eu Fiscalizo”, entre os meses de março e maio, e dividida em duas etapas. Na primeira, de 17 de março a 10 de abril, os dados revelaram que 65% das informações falsas que circularam no período apresentavam métodos caseiros para prevenir a covid-19.

Logo em seguida, com 20%, estão os métodos caseiros que teriam o potencial de “curar” a doença. Já 5,7% estão relacionadas a golpes bancários, 5% citam projetos falsos sobre arrecadações de dinheiro para instituições de pesquisa e, por fim, 4,3% são referentes ao novo coronavírus “como estratégia política”.

Fonte: Portal R7

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui