Família de Colinas acolhe cicloturista de El Salvador por quatro dias

“Quando vi ele com bandeiras na bicicleta, percebi que era um turista, então ofereci ajuda”, fala Jair Wathier


0
Foto: Joel Alves

Há três anos Harold Pineda, de 36 anos, professor de inglês em El Salvador, decidiu fazer uma viagem de bicicleta até a Patagônia, extremo sul da Argentina. Saiu de seu país em 2019, passando de bicicleta pela Honduras, Nicarágua, Costa Rica, Panamá, Colômbia, Equador, Peru, Chile e Argentina. “Vi e estou vivendo coisas incríveis, que tenho certeza não viveria se estivesse ficado em meu país”, diz Pineda.


ouça a reportagem

 


Não apenas o cicloturista está aprendendo, mas todos aqueles que de alguma forma estão tendo contato com ele. Um exemplo disso é o morador de Linha 31 de outubro, em Colinas, Jair Wathier, que o viu na rua e o convidou para ficar em sua casa. “Não somente eu aprendi muito com o Harold, mas meus pais, Nelci e Elmo, também. Nunca mais esqueceremos esta pessoa incrível”, fala Wathier.

Harold está viajando há três anos e só deve chegar em casa em 2024. “Não tenho pressa de chegar em casa, só preciso aproveitar o máximo os amigos e me preparar para na volta escrever um livro”, diz Harold.

“Estou vivendo o que sempre sonhei”, fala Harold Pineda (Foto: Joel Alves)

Desde que saiu de casa, sofreu apenas uma pequena queda. Não teve qualquer problema quanto à segurança e se mantém com as ajudas que consegue por onde passa.
Sua bicicleta pesa 75 quilos e dorme em barracas ou em casas de pessoas que conhece pelo caminho. “Estou vivendo o que sempre sonhei. Só possuo o que posso carregar na bicicleta, mas minha maior bagagem está em minha memória e coração!”, fala sorrindo Harold Pineda.

Texto: Joel Alves

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui