Famurs sugere que municípios incluam professores em grupos prioritários na vacinação contra a Covid-19

Recomendação acontece após a decisão do TJ-RS, em negar o pedido do Ministério Público de suspender a vacinação contra covid-19 em professores da rede municipal


0
Foto: Divulgação

Em Assembleia Geral realizada na manhã desta terça-feira (11), a Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) recomendou que os municípios incluam nas prioridades de vacinação a categoria de professores. A recomendação aos gestores acontece após a decisão do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS), em negar o pedido do Ministério Público (MPRS) de suspender a vacinação contra covid-19 em professores da rede municipal. “Nós já temos duas decisões, de primeiro e segundo grau, que permitem a vacinação de professores, é possível que o Estado regulamente agora, mas se não houver essa autorização, a Famurs recomenda que os municípios se organizem para tal”, afirmou o presidente da Famurs, Maneco Hassen. 

Ficou definido que a Famurs emitirá uma nota orientativa a respeito da vacinação dos profissionais, com base na decisão judicial e que levará em consideração a realidade de cada município.

Na última sexta-feira (7), em entrevista à Rádio Independente, o prefeito de Lajeado, Marcelo Caumo, havia antecipado a possibilidade de incluir os professores nos grupos de vacinação. “Lajeado vai fazer adequações no seu plano para que a gente possa iniciar o mais breve a vacinação dos professores. Não podemos retroceder e fechar as escolas novamente”, destacou Caumo.

O prefeito destacou ainda que todos os profissionais que atuam na educação, seja professores, monitores, técnicos administrativos e pessoal de apoio, serão incluídos, de todas as redes de ensino (estadual, municipal e privada). “Nesse trabalho que a gente está fazendo, nós estamos incluindo todos os profissionais que trabalham e que fazem o atendimento aos alunos. Não são necessariamente só os professores”, pontua. AI/TS/VM

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui