Farmácia Solidária já distribuiu 3,6 mil medicamentos para população em Marques de Souza

Itens doados por clinicas, consultórios e pessoas físicas são oferecidos sem custo para os munícipes em um projeto implantado na cidade em dezembro de 2021


0
População retira o medicamento no balcão com a farmacêutica (Foto: Gabriela Hautrive)

Aquele medicamento sem uso que está guardado no seu armário de casa pode ter um destino útil e ajudar outras pessoas em Marques de Souza. Isso tudo porque na cidade, desde dezembro de 2021, existe um projeto chamado de Farmácia Solidária, que funciona junto ao Posto de Saúde na área central da cidade e já distribuiu 3.643 itens de forma gratuita para população. Além de beneficiar as pessoas em seus tratamentos, a ação também funciona como uma forma de incentivar o descarte correto dos medicamentos. O projeto recebe doações da comunidade, de consultórios médicos através das amostras grátis e da própria indústria de medicamentos.


OUÇA A REPORTAGEM 


Medicamentos são recebidos e triados pela equipe (Foto: Gabriela Hautrive)

Depois de uma triagem feita por farmacêuticos, os medicamentos são realocados para doação à comunidade de baixa renda, mediante receita médica. A ideia surgiu após a criação de uma Farmácia Solidária na Serra Gaúcha, como explica o secretário de Saúde e Assistência Social, que também é vice-prefeito de Marques de Souza, Lairton Heineck. “A gente se inspirou na lei estadual 15.339 de 2 de outubro, que é o Projeto da Farmácia Solidária, que teve sua origem no município de Farroupilha implantado na época pela primeira-dama, Fran Somensi, que hoje é deputada estadual e autora da lei”, conta.

Secretário de Saúde e vice-prefeito, Lairton Heineck, e a farmacêutica Larissa Conte (Foto: Gabriela Hautrive)

O repasse dos medicamentos prioriza a população de baixa renda, mas o programa atende toda a comunidade: “Tendo o remédio, não vamos deixar ele vencer nas nossas prateleiras, e muitas vezes as pessoas não encontram algumas medicações, ou seja nas farmácias da cidade, dentro da nossa farmácia básica ou até mesmo na região, ainda mais nesse momento agora que há uma crise com falta de medicação”. Desta forma, o secretário acredita que é possível auxiliar as pessoas: “Temos inúmeros relatos positivos de pessoas que só conseguiram a medicação através da Farmácia Solidária”, destaca.

Todo o trabalho é coordenado com pela farmacêutica Larissa Conte, que explica o funcionamento para retirada de medicamentos. “O pessoal vem com a receita médica, as vezes não encontra na Farmácia Básica do município e acabamos consultando na Farmácia Solidária. É dada baixa nessa medicação e orientado como ela é feita”. A organização é feita por recebimento e triagem no local, com avaliação de cada item: “Priorizamos uma embalagem fechada, não precisa necessariamente estar fechada, mas pode ser um blister, a cartelinha fechada, se foi usado um ou dois também pode trazer, ou também frascos, que nós avaliamos e também fizemos o descarte correto se precisar”, diz.

Local funciona junto com a Farmácia Básica do município (Foto: Gabriela Hautrive)

As doações podem ser feitas tanto por pessoas de Marques de Souza como outros municípios da região. Os itens devem ser entregues em um coletor localizado junto da Farmácia Básica do município, e há planos para que outros pontos possam receber os materiais no futuro também. Ao todo no Rio Grande do Sul existem 22 Farmácias Solidárias, mas a de Marques de Souza é a única no Vale do Taquari.

Doação deve ser deixada em um coletor no Posto de Saúde (Foto: Gabriela Hautrive)

Texto: Gabriela Hautrive
reportagem@independente.com.br

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui