Federação de Empresas Juniores do Rio Grande do Sul conhece a Univates 

Evento aconteceu ao longo da quarta-feira (15) 


0
Foto: Lucas George Wend

A Federação de Empresas Juniores do Rio Grande do Sul (Fejers), representada pela presidente para 2022, Cecília Luczynski, e pelo diretor de Expansão, Bernardo Santos, esteve na Universidade do Vale do Taquari – Univates na manhã desta quarta-feira, 15. O convite para a visita à Univates foi feito pela professora Evania Schneider, que esteve com a equipe da Fejers na Câmara dos Deputados em Brasília, na última semana.

Na ocasião, a Univates recebeu premiação pelo destaque no Ranking de Universidades Empreendedoras (RUE) no item Infraestrutura, que mensura a percepção dos estudantes com relação à qualidade e à adequação da estrutura da universidade, tanto física quanto digital, e também a  interação e a aproximação com o parque tecnológico. O prêmio foi promovido pela Confederação Brasileira de Empresas Juniores, a Brasil Júnior, representada no Rio Grande do Sul pela Fejers, com o patrocínio do Bradesco.

O professor Daniel Pedro Auler, coordenador do cursos superiores de tecnologia modalidade Ensino a Distância – EAD e atualmente professor orientador da Empresa Júnior,  recepcionou a dupla e conduziu os encontros na Instituição. A agenda da Fejers na Univates iniciou com uma visita ao Parque Científico e Tecnológico do Vale do Taquari – Tecnovates, onde foi realizada uma conversa com o gestor da Incubadora Tecnológica – Inovates, Michel Machado.

Após explanações sobre o funcionamento do parque, da incubadora e das interações destas instâncias com a comunidade e a sala de aula em projetos como o Aula+ e o Desafio +, Michel conduziu os convidados a uma visita pelas instalações e infraestrutura da incubadora e do parque como um todo. Os laboratórios de Laticínio e o Cervejeiro foram visitados.

Na sequência, o Centro Cultural Univates e a estrutura da Biblioteca e do Teatro foram apresentados à presidente da Fejers e ao diretor de expansão. Ao meio-dia, a reitora da Universidade, professora Evania Schneider, acompanhou a dupla em um almoço, que também contou com a presença de estudantes da Univates envolvidos com a Empresa Júnior (EJ) da instituição, a Crescer Jr.

Desde meados de 2019, a Crescer Jr, a empresa júnior da Área de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas (CHSA) vem se articulando como um projeto formado por estudantes de graduação que prestam serviços para micro e pequenos negócios da região do Vale do Taquari.

O professor Daniel Auler explica que a Empresa Júnior da Univates esteve se estruturando ao longo dos últimos semestres. “Ela tem tomado forma, tanto na Univates quanto no trabalho conjunto com outras instâncias”, explica o docente. “Estamos começando as tratativas com o nosso segundo cliente. Temos estudantes envolvidos. Esperamos que a Crescer Jr seja uma conexão entre os cursos e a prática do mercado, especialmente com os pequenos negócios, em quatro pilares: marketing estratégico; gestão de estrutura, processos e pessoas; gestão financeira; e um pilar de desenvolvimento de novos negócios”. O foco é desenvolver o empreendedorismo jovem dentro da Univates e na região do Vale do Taquari como um todo.

Membros da Crescer Jr.

Nayane Scherer – Curso de Comércio Exterior – Diretora Presidente

Jocieli Lucca – Curso de Ciências Contábeis – Diretora de RH e Diretora de Projetos

Marcia Becker – Curso de Marketing (EAD) – Diretora de Marketing

Arthur Southier – Curso de Comércio Exterior

Bernardo Costa – Curso de Relações Internacionais

Saiba mais

A EJ é originalmente uma ideia francesa. Os alunos da ESSEC – L’École Supérieure des Sciences Economiques et Commerciales, cientes da necessidade de complementarem os seus conhecimentos por meio da aplicação prática, criaram a Junior Entreprise, uma associação que proporciona realidade empresarial antes da conclusão dos cursos que realizam. Ao aplicar a teoria estudada em sala de aula na prática do mercado de trabalho, objetiva-se disseminar o espírito empreendedor nos participantes. Hoje o Brasil é sede de mais de 51% das EJs em atividade no mundo, com as atividades no País vinculadas à Brasil Júnior. AI/VM

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui