Feitas para os mais ricos, ilhas artificiais que custaram bilhões em Dubai estão abandonadas

Projeto que era promessa de oásis de luxo virou 'elefante branco' para os Emirados Árabes Unidos


0
Foto: Reprodução/Varievo

Um investimento bilionário não deu o retorno esperado aos Emirados Árabes Unidos. Inaugurado em 2003 como um complexo de luxo que reunia 300 ilhas artificiais, a promessa do The World era diminuir a dependência da economia de Dubai com o petróleo. Passados pouco mais de vinte anos, o investimento foi abandonado por inviabilidade, virou um ‘elefante branco’ e já apresenta sinais de erosão.

Quando lançado, o projeto foi batizado de O Mundo, em tradução livre. Isso porque o complexo de 300 ilhas artificiais foi projetado para remontar o desenho do mapa-múndi, simulando os continentes. Com o apelo luxuoso e inovador, metade das propriedades foi vendida antes mesmo da inauguração.

Para cumprir a promessa ambiciosa, Dubai apostou alto. O investimento inicial no projeto foi de cerca de 12 bilhões de libras, o que equivale a quase 68,5 bilhões na cotação atual. O valor foi distribuído para a construção de cada ilha com tamanhos que variavam entre 1,4 a 4,2 hectares. Para isso, a construtora usou 321 milhões de m³ de areia e 386 milhões de toneladas de pedra.

No entanto, o otimismo em relação ao projeto se tornou preocupação. Após apresentar problemas de viabilidade, o complexo foi abandonado depois do lançamento, em 2003. Mesmo 21 anos depois, o The World ainda arruma dor de cabeça para os Emirados Árabes Unidos.

Fonte: Terra

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui