Felicidade média do brasileiro cai ao menor nível em 15 anos em 2020

Pesquisa da FGV mostra ainda que ano da pandemia teve recorde de desigualdade e menor renda média


0
Foto: Divulgação

Com a pandemia, o brasileiro chegou ao menor índice de felicidade média em 15 anos, desde que o número começou a ser medido, em 2006. A conclusão é da pesquisa Bem-Estar Trabalhista, Felicidade e Pandemia, divulgada nesta segunda-feira (14) pela FGV Social, centro de políticas sociais da Fundação Getúlio Vargas.

A felicidade média do brasileiro, numa escala de um a dez, chegou a 6,1 — 0,4 ponto menor do que a registrada no ano anterior. O dado é obtido a partir de uma avaliação dos entrevistados da satisfação com a própria vida. A queda foi maior do que a média registrada em 40 países, que vão da China ao Zimbábue, segundo dados da Gallup World Poll analisados pela FGV. No restante do mundo, o índice foi de 6,02 a 6,04, ou seja, permaneceu relativamente estável.

Essa perda de felicidade, porém, não é uniforme e foi sentida de maneira mais forte pela população mais pobre do país. Entre os 40% mais pobres, a queda foi de 0,8 ponto; enquanto, entre os 20% mais ricos, houve ligeira alta, de 0,1 ponto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui