“Fico desanimado como empresário”, diz proprietário de empresa alimentícia

Maurício Gerhardt aguarda resposta sobre material como forma de incentivo à indústria.


1
Maurício Gerhardt (Foto: Joel Alves)

Maurício Gerhardt, proprietário de uma indústria na área de alimentação, fez um pedido de material para resolver um problema de infiltração no acesso a sua empresa, localizada na Avenida Alberto Pasqualini, em Lajeado.


OUÇA A REPORTAGEM


Gerhardt foi informado na prefeitura que receberia um material como forma de incentivo à indústria. Segundo ele, já se passaram dois meses e o material ainda não chegou, nem a explicação do não recebimento do material.

“Ainda estou aguardando uma resposta da prefeitura” diz. Se o empresário pagasse pelo material lhe custaria cerca de R$ 1.800. “Faz dois meses que fiz o pedido. Por conta abri uma vala em frente ao acesso à empresa, aguardando o material prometido, até agora nada” , salienta Maurício Gerhard.

“Fico muito desanimado como empresário”, diz diretor de empresa alimentícia sobre o esforço para as coisas acontecerem.

O que diz a prefeitura

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico de Lajeado, André Bücker, não houve o deferimento deste pedido em razão de ser um ano eleitoral. “Os benefícios, que não sejam benefícios sociais, ficam proibidos em função do ditame da lei”, explica Bücker.


OUÇA o secretário de Desenvolvimento Econômico de Lajeado, André Bücker


 

1 comentário

  1. tem que investigar ,porque algum servidor público poderia ter falado dessa questão que em ano eleitoral ,não se faz nada ,resumindo trabalhasse 2 anos só em uma gestão ,vergonha ,1 ano de acertar os cargos político e 1 ano eleitoral ,

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui