“Foi algo totalmente diferente para nós”, diz bombeira sobre ocorrência de locomotiva que descarrilou em Colinas

Riceli Huppes conta que como os vagões tem combustíveis, moradores próximos estavam com receio de que algo poderia acontecer


0
Riceli Huppes, bombeira voluntária (Foto: Caroline Silva)

À reportagem, Riceli Huppes, bombeira voluntária que atua no Corpo de Bombeiros Voluntários de Imigrante e Colinas (Imicol), contou os detalhes do atendimento ao descarrilamento que foi registrado no final da tarde desta terça-feira (28), no interior de Colinas. 

A profissional relata que como os vagões tem combustíveis, moradores próximos estavam com receio de que algo poderia acontecer.


OUÇA A REPORTAGEM


“Foi algo totalmente diferente para nós”, diz Riceli. Segundo ela, o maior receio durante o atendimento, era de que outra locomotiva colidisse nos vagões. Ao contatar a empresa responsável pela linha férrea, a corporação foi informada que os procedimentos não acarretam riscos à população, tendo em vista a linha ter sido totalmente parada para a manutenção.

Segundo informações dos engenheiros, o calor, que chegou a 60Cº nos trilhos, foi o causador do descarrilamento.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui