Força-tarefa Segurança Alimentar apreende quase duas toneladas de alimentos impróprios em Jari

“Toda a carne in natura que estava sendo comercializada na cidade não tinha inspeção", destaca o promotor


0

Agentes da Força-Tarefa do Programa Segurança Alimentar fiscalizaram nesta quinta-feira, 21 de outubro, quatro estabelecimentos no município de Jari. Em torno de duas toneladas de alimentos impróprios para o consumo foram apreendidos e inutilizados durante a ação.

Os principais problemas encontrados nos locais vistoriados, conforme o coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) – Segurança Alimentar, do Ministério Público do Rio Grande do Sul, promotor de Justiça Alcindo Luz Bastos da Silva Filho, foram produtos sem procedência e rotulagem, com prazos de validade vencidos ou sem prazos de validade, entre outros. “Toda a carne in natura que estava sendo comercializada na cidade não tinha inspeção. Como não existe abatedouro municipal, tudo era proveniente de abate irregular”, destaca o promotor.

A fiscalização contou com a participação de servidores do Gaeco – Segurança Alimentar e representantes da Vigilância Sanitária Municipal de Jari, Secretaria Estadual da Agricultura, Secretaria Estadual da Saúde, Delegacia de Polícia de Proteção ao Consumidor e Patrulha Ambiental da Brigada Militar.

Fonte: MP/RS

 


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui