Forla: tecnologia avançada e equipe especializada para a confecção de lentes

Ricardo Brunetto conversa com o empresário Ricardo Peruffo Garbin, diretor comercial da Forla.


0
Foto: Rodrigo Gallas

No Arte de Empreender deste sábado (19), o apresentador Ricardo Brunetto conversou com o empresário Ricardo Peruffo Garbin, diretor comercial da Forla – Fornecedora Lajeadense de Materiais Ópticos.

O Laboratório Forla, com matriz em Lajeado, foi fundado em 2005, inicialmente com o intuito de atender a demanda das lojas da região do Vale do Taquari. Rapidamente o mercado expandiu e inclusive Porto Alegre passou a ter pontos atendidos pela empresa, que em 2012 abriu sua primeira filial, em Rio Grande.

O laboratório possui materiais de tecnologia avançada e equipe especializada para a confecção de lentes. O excelente custo – benefício, aliado à qualidade de produção e controle de conferência, fazem da empresa uma importante ferramenta para lojas especializadas e oftalmologistas, que queiram promover serviços de alto nível aos clientes e pacientes.

Assista ao programa na íntegra 

 


Postura profissional | Quando algo ruim acontece, deixamos de enxergar as coisas boas que temos

com Tamara Bischoff.

Fim de ano também é momento de se repensar profissionalmente. Muitas dúvidas povoam nossa mente a respeito dos caminhos que trilhamos no mundo do trabalho neste momento. Quanta gente gostaria de trocar de emprego, abrir um negócio, fazer algo mais prazeroso, mudar. Será que me aposento ou continuo? Arrisco algo novo ou permaneço onde é mais seguro? Questões como essas costumam surgir e, para gerar uma dose extra de ansiedade, algumas organizações aproveitam justamente esse período para fazer demissões.


ouça a participação

 


 

Como se isso não bastasse, somos invadidos por notícias de altos índices de desemprego no país, e do coronavírus e suas consequências nas diversas esferas de nossa vida, enfim, um cenário pouco promissor, que nunca esquece de nos cobrar para que sejamos cada vez melhores. Aliás, o mercado de trabalho não perdoa, e quanto mais difícil o contexto, mais ele exige que nos superemos. “Seja sua melhor versão”, ouvimos com frequência.
Todos esses fatores contribuem para que nossos horizontes diminuam, dando lugar à angústia e à sensação de impotência que, por vezes, influenciam tanto nossos pensamentos a ponto de não enxergarmos a luz no fim do túnel.

Tamara Bischoff, jornalista e psicóloga

E quando algo de ruim nos acontece, tendemos a supervalorizar a situação, nos deprimir e enxergar apenas o que falta. E assim, deixamos de perceber o que temos e até o que nos sobra: saúde, amigos, família, liberdade, amor.

Fim de ano também pode ser momento de se fortalecer. E enquanto a esperada vacina não chega, que possamos criar imunidade contra essa tendência de pensarmos sempre nos piores desfechos.

William Shakespeare escreveu: “Enquanto houver um louco, um poeta e um amante, haverá sonho, amor e fantasia. E enquanto houver sonho, amor e fantasia, haverá esperança”. Desejo que tenhamos, tanto quanto possível, um bom Natal.

 


 

Liane Klein, gerente regional do Sebrae

Espaço Sebrae | Planejamento é fundamental para analisar a situação atual e futura desejada de um negócio

com Liane Klein.

 

Ouça o quadro!

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui