Fruki Guaraná e Gang lançam parceria inédita no Rio Grande do Sul

Coleção com peças e acessórios limitados resgata memória afetiva dos 50 anos de Fruki Guaraná


0
Foto: Divulgação

A Fruki Guaraná e a Gang lançaram uma coleção de roupas e acessórios especiais envolvendo a Fruki Guaraná. A linha colecionável faz parte das celebrações de 50 anos da marca de refrigerantes da Bebidas Fruki, que também apresentou novidades como embalagem e conceito.

Inspirada em uma estética urbana, com apelo retrô e informações atuais de moda, a coleção comemorativa contará com produtos icônicos da Gang como camisetas, moletom, jaqueta jeans, mochila, meia, boné e bucket hat. As estampas foram inspiradas no primeiro logo de Fruki Guaraná, com o objetivo de homenagear a marca. Com peças limitadas, a novidade chega no dia 19 de novembro em lojas selecionadas da rede no Estado e no e-commerce Gang (gang.com.br).

“A Gang é uma empresa como a nossa, tem uma relação muito forte com o que é daqui. Por isso, nos juntamos em uma celebração de aniversário inusitada, trazendo um pouco do que cada uma tem de melhor para os nossos clientes”, afirma Aline Eggers Bagatini, diretora-presidente da empresa. “Queremos celebrar a nostalgia de Fruki Guaraná de uma maneira contemporânea, criando novas memórias afetivas com as pessoas”, completa Aline.  

Para a Gang, que também comemora 45 anos neste ano, a collab se alinhou ao propósito da marca, de estar conectada com ações inovadoras, levando até as pessoas o melhor do lifestyle jovem atual. “Quando fomos convidados a fazer essa coleção colaborativa com a Fruki pensamos que seria algo de significado emocional e impactante aos clientes. Está em nosso DNA ser uma marca conectada, que acompanha as tendências do mercado da moda e é direcionada aos jovens de todas as idades. Nada mais apropriado do que unir forças a outra marca gaúcha, reconhecida pelos seus consumidores e antenada, como a Fruki.

O resultado dessa parceria só pode ser sucesso. Esperamos que todos se apaixonem por essa mistura, assim como nós”, relata a CEO da Gang, Ana Luiza Ferrão Cardoso. AI/VM

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui