Fundef promove 5ª Feijoada Beneficente em Lajeado

Ação visa arrecadar recursos para manutenção dos atendimentos da entidade


0
Médico Alain Viegas Detobel e a gerente da Fundef, Dorli Maria Dihel (Foto: Luís Fernando Wagner)

A Fundação para Reabilitação das Deformidades Crânio-faciais (Fundef) de Lajeado promove sua 5ª Feijoada Beneficente. De acordo com a gerente da Fundef, Dorli Maria Diehl, o objetivo da promoção é arrecadar recursos para a manutenção das atividades da entidade, que realiza cerca de 1,2 mil atendimentos mensais e possui mais de 10 mil pacientes cadastrados, de quase todo o Rio Grande do Sul.

“A fundação atende com recursos da Sistema Único de Saúde (SUS). Por isso, promovemos a Feijoada. Este dinheiro arrecadado reflete no caixa da fundação para continuarmos a fazer nosso trabalho. A pandemia refletiu no caixa da entidade. Os pacientes acabam tendo dificuldades de transporte para chegar na fundação. Em função das restrições sanitárias, também diminuímos muito nossos atendimentos, o que também repercutiu nas nossas finanças”, explica a gerente.

Os cartões para encomendar a feijoada, ao preço de R$ 60, podem ser adquiridos até o dia 14 de julho, com os funcionários da Fundef ou na própria sede instituição, que fica na Avenida Benjamim Constant, nº 1210, no Centro, no prédio onde funcionava a loja da Lajetel. Além de 1kg feijoada, o combo contempla arroz, couve, laranja, farofa e uma lata de refrigerante da Fruki.

A retirada será no sistema pegue e leve, para evitar aglomeração de pessoas, no dia 17 de julho, das 10h30 às 13h30, no Centro Comunitário Evangélico, na Rua Carlos Von Kozeritz, nº 88. Não é necessário levar recipiente e não haverá venda de cartões na hora.

A Fundef

A Fundef é uma instituição beneficente que busca a reabilitação de pessoas com fissuras labiopalatais e deficiência auditiva. É reconhecida nacional e internacionalmente por sua atuação. Os atendimentos começaram em 1991, por iniciativa do médico Wilson Dewes e equipe de profissionais voluntários. São mais de vinte anos de atuação de forma interdisciplinar, com reuniões clínicas para a discussão de casos e tomada de decisão em equipe de acordo com a necessidade de cada paciente.

Texto: Luís Fernando Wagner
noticias@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui