Gaiteiro e tecladista da banda Nenhum de Nós, João Vicenti morre aos 58 anos

Ele lutava contra um câncer no rim e estava em tratamento em Porto Alegre. Grupo lamentou a morte do "irmão"


0
Foto: divulgação

João Vicenti, gaiteiro e tecladista da banda Nenhum de Nós, morreu aos 58 anos em Porto Alegre na terça-feira (26). Ele lutava contra um câncer de rim e estava em tratamento na Capital. A causa da morte do músico foi insuficiência hepática, segundo o Hospital São Lucas. Thedy Correa, vocalista do grupo, publicou uma nota nas redes sociais em nome da banda lamentando a morte do “irmão”.

O último show de João Vicente com a banda ocorreu em janeiro deste ano em São Francisco de Paula, na Região da Serra do Rio Grande do Sul. Antes, participou da temporada de cinco shows do espectáculo “Acústico 100” no Theatro São Pedro.

João Vicente nasceu em São Gabriel. Entrou no Nenhum de Nós em 1994, há 30 anos. Era descrito pelos amigos como um “revolucionário no acordeon”. Ele tocava diversos instrumentos, como piano, gaita, gaita de botão, gaita cromática e violão.

A prefeitura de São Gabriel decretou luto oficial de três dias em razão da morte do músico. Veja abaixo a nota, na íntegra, divulgada pelo Executivo Municipal.

O velório está previsto para começar às 10h desta quarta-feira (27) no Crematório Metropolitana de Porto Alegre. A cerimônia final, aberta ao público, deve ocorrer às 18h.

Nota

“O Brasil se despede da gaita de João Vicenti.

​Na noite desta terça-feira, 26 de março, calou-se a gaita de João Vicenti Vieira dos Santos, integrante da banda Nenhum de Nós. O músico lutava há cerca de seis meses contra o câncer, e faleceu no Hospital da PUC, em Porto Alegre.Nascido em São Gabriel, filho do consagrado gaiteiro e folclorista de renome internacional Lídio Vieira dos Santos, João Vicenti era conhecido por sua generosidade, genialidade e bom humor. Foi considerado um pioneiro e inovador do rock brasileiro, ao introduzir o acordeom nas melodias do rock do Nenhum de Nós, banda da qual passou a fazer parte em 1994.Músicos de todo o país lamentam a perda do artista. Um de seus amigos e parceiros musicais, o secretário de Governo Edjor Borges, ressalta que perde um irmão, na música e na vida.O prefeito Lucas Menezes decreta, a partir de quarta-feira, luto oficial de três dias em memória ao consagrado artista, que foi homenageado como “capataz” da Feira do Livro de São Gabriel em 2021”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui