Garçonete humilhada por cliente ganha R$ 11 mil da comunidade

O caso aconteceu em um novo restaurante de Morristown, no estado americano de Nova Jersey


0
A mensagem que o cliente deixou na conta xingando a garçonete - Foto: Reprodução/Facebook/Jamie Lauren

Os humilhados serão exaltados! Uma garçonete humilhada por um cliente, por exigir que ele cumprisse as medidas de segurança contra a covid-19, recebeu carinho e apoio da comunidade.

Contrariado, o cliente da cervejaria Glenbrook deixou uma mensagem malcriada na conta: “Lamento, mas a garçonete se f… nessa. Não expulse clientes após 90 minutos”. Depois disso, ele se recusou a pagar a gorjeta e deixou a cervejaria. A foto do ticket com a mensagem grosseira foi parar nas redes sociais e a garçonete recebeu quase US$ 2.000 (cerca de R$ 11 mil) em doações dos seguidores e da população local.

A história

O caso aconteceu em um novo restaurante de Morristown, no estado americano de Nova Jersey. A casa foi inaugurada durante a pandemia. O estado de Nova Jersey permite 50% da capacidade de assentos e usa e outras medidas de seguranças, como a necessidade de permanecer no máximo 90 minutos no local, para evitar filas. Isso é avisado logo na entrada. Quando estava se aproximando do prazo limite, a garçonete, Beth, se aproximou da mesa e avisou que o tempo estava quase terminando.

Os clientes da mesa pagaram a conta mas não deram gorjeta, culpando a política de segurança do restaurante e ainda deixaram a mensagem ofensiva. As pessoas se uniram para ajudá-la Depois que a foto do ticket com o xingamento viralizou no Facebook, a comunidade se uniu em defesa da garçonete, que estava apenas cumprindo o dever dela. E os moradores da região começaram a mandar gorjetas para Beth. Isso fez com que ela recebesse quase US$ 2.000. Agradecida e emocionada, a garçonete também entrou na corrente do bem. “O plano é dividir com os outros servidores e doar o restante para a comunidade”, disse Beth.

Fonte: Só Notícia Boa, com informações da NBCNY e FoxNews

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui