Gerente de marketing analisa a importância dos relacionamentos e o papel da liderança dentro das empresas

O Arte de Empreender deste sábado (27) conversa com a Jaqueline Hartmann, gerente de marketing da Hercosul Alimentos


0
Jaqueline Hartmann e o apresentador Ricardo Brunetto (Foto: Tiago Silva)

O programa Arte de Empreender deste sábado (27) recebeu a gerente de marketing da Hercosul Alimentos, Jaqueline Hartmann. A Hercosul é detentora das marcas Biofresh, Three Dogs e Three Cats, Primocão, Apólo e Átila. Ao apresentador Ricardo Brunetto, Jaqueline falou sobre sua formação. Aos 28 anos, ela é graduada em relações públicas e tem MBA em marketing estratégico. A jovem relatou sua característica de “gostar de gente”, de ser sociável. “Isso é a essência da faculdade de relações públicas, é através do relacionamento que a gente se conecta e mobiliza”, acredita.


ouça a entrevista

 


De acordo com ela, seu perfil tem grande influência dos pais. “A minha inquietude, a minha paixão por relacionamentos vem da minha família.” Para Jaqueline, “o maior desafio na pandemia é ficar longe das pessoas que a gente ama”.

No ramo profissional, a gerente de marketing destaca o papel de liderança. “Eu acredito muito na liderança”, afirma ela, ao falar sobre planejamentos de marketing, gestão de pessoas e lideranças.


Separar problemas pessoais e profissionais: uma tarefa nada fácil

com Tamara Bischoff

Outro dia, li uma manchete num site que prometia ensinar como separar a vida pessoal da profissional. O texto dizia que, apesar de na teoria isso parecer fácil, muitas pessoas têm dificuldade de deixar os problemas de casa e do trabalho em seus respectivos ambientes. Confesso que não acho isso nada fácil, uma vez que não somos robôs com capacidade de programar nossas emoções, preocupações e sentimentos.


ouça o quadro ‘Postura profissional’

 


Então lembrei que recentemente eu e minha irmã fomos a uma loja comprar itens pro cachorrinho que ela havia acabado de adotar, o tipo de experiência que deveria gerar uma marca positiva, afinal, aquele era um momento feliz. Mas sabe quando você entra num ambiente carregado de energia ruim, com atendentes mal humorados e sem vontade nenhuma de se envolver com o cliente? Foi assim; sentimos como se estivéssemos atrapalhando algo e nossa vontade era sair correndo daquele lugar. Fiquei imaginando que talvez houvesse algum problema com a moça que nos atendeu, poderia estar com um familiar doente, em estado grave. Procurei uma justificativa para tanto desânimo e fiquei buscando alternativas para resolver aquele impasse.

Tamara Bischoff, jornalista e psicóloga

A questão é que tem pessoas que conseguem fazer essa dita separação entre assuntos pessoais e trabalho, enquanto outras não. Talvez o segredo resida em encontrar formas de minimizar essas situações, que fazem parte da vida. Uma boa dica é tentar ao máximo se concentrar nas tarefas que estiver executando no trabalho; isso ajudará a pensar menos nos problemas externos e aliviar a tensão. E quando a causa dos conflitos estiver no âmbito profissional, ao ir pra casa, busque fazer alguma atividade prazerosa para combater o estresse. Pode ser uma caminhada ao ar livre, ouvir música, mexer nas plantas, qualquer coisa que faça bem pra sua alma e sirva para relaxar.

E se você perceber que está muito difícil equilibrar essas áreas da vida, busque ajuda. Às vezes, exageramos na atenção dada às dificuldades do nosso dia a dia, nos preocupamos em excesso com situações que estão fora do nosso alcance e, ao tentarmos dar conta de tudo, a carga vai ficando pesada demais, a ponto de transbordar. Nesses casos, uma psicoterapia pode ajudar a redimensionar a importância que cada aspecto de sua vida merece.


ouça o quadro ‘ferramentas de gestão’


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui