Ginástica abraça Simone Biles em despedida de bronze em Tóquio

Norte-americana superou problemas emocionais, medo das piruetas e conseguiu mais uma medalha olímpica em sua carreira


0
Foto: LINDSEY WASSON/REUTERS

Não foi o que os Jogos Olímpicos esperavam, mas, diante de um quadro emocional tão abalado, o Ariake Gymnastics pôde ver pelo menos um pouco mais de Simone Biles e tratou logo de abraçar a atleta. O maior nome da ginástica artística dos últimos anos se despediu de Tóquio 2020 nesta terça-feira (3) com uma medalha de bronze (nota 14.000) na trave de equilíbrio.

As chinesas Chenchen Guan (14.633) e Xijing Tang (14.233) fizeram a dobradinha de ouro e prata no último pódio da ginástica artística na capital japonesa. A brasileira Flavia Saraiva (13.133) terminou na sétima colocação. Se na Rio 2016, a norte-americana saiu como o grande nome da modalidade (com quatro medalhas de ouro e uma de bronze), em Tóquio 2020 a atuação foi prejudicada pelo lado psicológico.

Com jornalistas de todo o mundo sentados na tribuna de imprensa, era possível ouvir Simone Biles em todos os sotaques. A chegada da atleta na arena de competição foi digna de aplausos de membros de diferentes delegações, os únicos que podem torcer, já que o público teve de ser vetado devido à pandemia do novo coronavírus.

Fonte: R7

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui